sexta-feira, 13 de novembro de 2009

País perfeito?




Que atire a primeira pedra quem nunca julgou seu país, estado ou cidade pelos seus defeitos. Corrupção absurda, descaso com a saúde pública, educação às moscas... Quisera eu ser um superherói para solucionar os problemas volumosos de meu tão amado país! Mas mesmo que eu não seja, posso muito bem aceitar a realidade e dizer que amo meu Brasil, apesar de Estados Unidos, China e França largarem na frente em termos de organização socioeconômica. Não o troco por nada. Mas mais uma vez aceitando as circunstâncias em que me pus a dissertar, tiro o chapéu para um país: Inglaterra. Tenho muitos motivos para ter feito essa escolha. Primeiro, tem sua beleza natural, indigna de cuidados, uma vez que os cidadãos sabem muito bem que não se deve pôr lixo no chão e pichar os prédios públicos. Segundo, seu sistema político, por ser uma monarquia estamentista - e muito rigorosa - , não permite que haja a interferência absurda e desleal da corrupção. E terceiro, a organização social é bem desenvolvida, o que falta - e muito - para nossa ex-terrinha de Vera Cruz. Sem contar com a vasta diversidade cultural que é aceita por toda a sociedade, sem nenhuma revolta dos diferentes, que gostam de se rebelar contra as tradições de nossas regiões - ou seja, revoltadinhos, já era.
O meu conceito de país perfeito nem chega a ser tão crítico assim. Se encaixaria naquele lugar em que não houvessem problemas de desordem social, nem de corrupção política, nem de violência de todos os tipos e jeitos. Basta que exista aquela voz de ordem que deveria estar nas autoridades e que nos deixasse mais tranquilos quanto ao nosso bem-estar. O sincronismo entre todas as pessoas também contaria muitos pontos. O conceito de país perfeito é relativo para a maioria das pessoas, mas vocês hão de concordar que somos conscientes o suficiente para saber o que lhes é conveniente.
É, um país em condições para todos já seria um bom começo, não acham?




º Pauta de retorno para o Post It - Edição 24 : Meu país ideal.






***




E aí, minha gente!
Desculpem não ter atualizado antes, sem tempo nem pra me coçar direito.
Ah, me deu uma vontade louca de retornar ao Post It! Espero que curtam o texto-retorno!
Curtiram o novo layout?
Ah, outra novidade: um amigo está promovendo na escola o Meus Prêmios Tico - porque o nome da minha escola é Tiradentes - , que é uma premiação - dã - aos melhores do ano. Tô concorrendo em TRÊS categorias! Nerd do ano, Produção do ano, pelo meu livro, e Paranoiko do Ano, pelas minhas loucuras que alegram até a diretora! Hahahahaha
Desejem-me boa sorte!

Beijos, abraços e até a próxima!

5 pseudocomentaram:

Erica Ferro disse...

Ah, cara, adoorei sua pauta!
País ideal não existe mesmo, mas bem que as coisas poderiam ser bem melhores. :D

Eita! Não sabia que tu tinhas escrito um livro!
Quero ler, uai.
Boa sorte, viu?
Beijo, querido amigo blogueiro ♥.

rrodrigues. disse...

oiaheo obrigado! Causos assim precisam ser documentados, não?

Belo post sobre o país. Beijos!

Francisca Nery disse...

sei que o Brasil peca em muitos quisitos. eu mesma vivo criticando meu próprio país.. mas sou apaixonadíssima por ele. quando morei nos elogiados EUA, vi de perto como a primeira potência pode também ser sinônimo de vida infeliz. tem brasileiro que não sabe quão alegre nosso povo é!
gostei do post (:

anne biah disse...

É, o Brasil tem seus (grandes) defeitos, assim como a minha (amada) cidade Belém. mas eu não deixo de amar nenhum deles por nada. Um país lindo, com uma beleza tropical MARAVILHOSA, e uma cidade com uma arquitetura tão Bélle Époque e pontos turísticos que me fazem respirar fundo e pensar na vida. Eu amo estar aqui.
Entretanto, concordo com você. Meu país dos sonhos é a Inglaterra, mesmo. Mesmo sem eu nunca esquecer que amo meu lugar de origem e sempre querer voltar para matar as saudades e sentir o calor tropical e amazônico da minha terra, é lá que eu quero estar.
Beijos! Valeu por ter ido no meu blog! Boa sorte com o TDB ano que vem!

Mary disse...

Ai, eu critico mesmo e muito, principalmente aqui onde moro. Recife é lindo, só não é meu lugar, mas sei de sua importância e sua beleza. Reclamo mais por indignação que por odiar. Acho tudo aqui lindo e o país não tem culpa dos habitantes que têm.

=D
M.