domingo, 22 de novembro de 2009

Postura valiosa




De uma coisa, todos temos certeza: esse caso da UNIBAN ainda vai dar muito o que falar e chegou a minha vez.
Creio que ninguém ali estreja com um pingo de razão, uma vez que ambas as partes agiram de maneira incorreta. A aluna, Geisy Arruda, já devia ter a consciência de que seria julgada pelo modo como estava vestida - se bem que era ela para estar se sentindo mal nos trajes que ela própria escolheu, não os outros colegas. E a universidade conseguiu  dar o alarde para nível de escândalo nacional. Palmas. Para cada um  que participou deste lastimável episódio que infelizmente teve milhares de expectadores.
Gente, vocês já pararam para perceber que estamos falando de educação também?! Tenho ceteza de que se a postura fosse bem utilizada tanto pela universidade como pela Geisy, o caso não teria tido tamanha proporção.  O vestido que era pra ser inofensivo, acabou ofendendo mais do que a encomenda. Pessoal, não sejam tolos ao acreditar que o modo como a pessoa se veste diz tudo sobre ela. E não tenham em mente aquele famoso clichê, que diz que postura é coisa para cavalos. Afinal, se fosse mantido o sigilo quanto à todo esse absurdo,  nada disso seria preciso. Expulsão, readmissão. Traumas, convites para desfilar em escolas de samba. Isso tudo seria evitado. Mas como todos sabemos, vivemos na era da tecnologia e é claro que os ingênuos colegas da Geisy estavam com suas parafernálias tecnológicas armadas, porque sabiam que aquilo daria um belo de um escândalo.

E não é que deu?



P.S RÁPIDO: Duas pautas atrasadas porque adoeci esses dias e não tive condições de atualizar meu pobre blog. Mais pauta aí em cima!

1 pseudocomentaram:

Erica Ferro disse...

E um vestido curto gerou uma longa discussão e repercussão, haha.

Beijo.