terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Sem cabimento.

Sem fotos nem nada de caprichos, estou revoltado. Não vejo a menor necessidade de uma das redes mais prestigiadas do Brasil realizar uma reportagem sobre pulseirinhas que, como reza a lenda, induzem ao sexo. A não ser que pessoas facilmente manipuláveis se deixem levar pela ideia que elas supostamente passaram a repassar. Já usei montes delas e não me lembro de ninguém ter me dito que eu deveria transar porque as portava. Nunca! E digo mais, é ridículo o modo como as pessoas agem depois de saberem das coisas. Uma amiga quis dar todas as 21 (!) pulseiras dela , só por causa do significado que a mídia impôs à elas. Não sejamos ingênuos e nos deixemos levar por bobagens, gente! Creio que temos mente o suficiente para distinguir um boato de algo verdadeiro. Sexo é coisa séria. E não será uma simples pulseira e sua cor que levarão a praticá-lo, pois por mais piegas que possa parecer, amor e sexo para mim precisam andar juntos. E tão somente juntos. Amor sem sexo não rola. Amor sem companheirismo também não. E puseirinhas cujo significado foi estipulado agora, após anos de existência, isso aí não tem nem cabimento.




*** 



Atualizando de novo, eu não tenho jeito. Rs.
Vim mesmo só pra avisar que amanhã postarei minha pauta para o Blorkutando e mais meus votos de feliz natal à vocês, já que desde hoje tive zilhares de coisas pra preparar, e isso porque ainda não é nem quinta feira! Mas espero que vocês entendam esse surto repentino de atualizações :D
Hum, e outra coisa: terminei de ler Marcada. Juro que me surpreendi com a qualidade e com a capacidade que esse livro teve de me prender! Amei! E afirmo, como todas as letras, que é melhor do que a série Crepúsculo. Atirem-me pedras, mas é a minha opinião!
E por hoje é só.






Beijos, abraços e até a próxima!

5 pseudocomentaram:

Erica Ferro disse...

Esse negócio de pulseira do sexo é uma besteira dos diabos, né? KKKKKKKK
Na moral, o povo não tem mais o que inventar.

Marcada é bom, é?
Tenho curiosidade de ler.

Beijo, Tiêgo.

Thamy disse...

É chato, eu tinha duas pulseiras parecidas, mas larguei de usar, por que embora eu não estivesse fazendo nada de errado, as pessoas que não me conhecem poderiam olhar e achar que eu estava então, o bom senso deixou as pulseiras de lado.

Um beijão

Petite Mélange disse...

Puts eu tinha essas pulseirinha quando era pequena....e esse negocio é mo palhaçada, tb vi essa reportagem e as meninas falando , q é obrigada a fazer, ah pelo amorde neh? Obrigado a fazer? me poupe, faz quem quer.....se nego vir me obrigar a fazer, vai levar uma boa porrada no meio da cara. AFF ninguém merece..

Petite Mélange disse...

lembro q quando vi na loja elas, eu pensei- Caraca essas pulseirinhas tinha na minha infância (tipo naquela época era moda, não tinha nada dessa história), quase comprei.....ai quando vi na TV....TENSO

Gabriela disse...

a tevê mente pros meus pais. é um problema. :)