sábado, 13 de março de 2010

Muitos jovens, poucos limites.



Para muitas pessoas, limitar algo ou alguém é um sinônimo de privação, tristeza. A maioria das pessoas que pensam desta forma são os jovens, que à flor da juventude não querem saber de regras, muito menos de limites. Um erro quase imperdoável. Limites são necessários em qualquer fase da vida e, na adolescência, não seria diferente.

Antigamente, os pas proibiam os filhos de sair na rua depois da oito da noite, faziam questão de que estes resolvessem todo o dever de matemática e festa de aniversário, só uma hora de duração. Atualmente, percebemos com tal clareza que tudo isto mudou. Jovens saem sem hora pra voltar e os pais sequer reclamam; cometem atos grosseiros na rede sem pensar duas vezes e cada vez mais aparecem em casa com os dizeres " estou grávida " e " tenho AIDS ". Percebe-se uma fragilidade absurda nos adolescentes de hoje. Estão propensos àos problemas do mundo sem ao menos conhecer os seus próprios. Os limites, do tempo da vovó, com certeza colocariam um freio nestes jovens que insistem na rebeldia. Tudo bem o filho ir à uma festa, mas não seria ótimo se ele voltasse assim como foi para lá? Pais, conversar com seus frutos não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. É sadio e ainda põe certo juízo na cabeça complexa deles.


Enfim, os limites servem apenas para facilitar a vida de ambas as partes. Porém, o que fará com que ocorra esta aceitação dos limites é a capacidade que o jovem tem de estar disponível à mudanças. Afinal, limites, responsabilidade e juízo são termos um pouco desconhecidos da juventude desta geração. E cabe somente à eles decidir o que lhes convém. Ou não.




***

Olá, pessoas ;D Tudo bom com vocês?

Eu tô ótimo! Apesar de a apresentação de educação física, marcada pra essa semana, não ter rolado. Detesto quando as pessoas não cumprem o prometido.
Mas entreguei os trabalhos nos devidos prazos e tô curtindo essa fase ótima do terceiro ano. Aprendi a desprezar aquelas pessoas que só me queriam pra respostas de trabalhos e admiti pra mim mesmo que posso ser mais forte do que qualquer um pensa.
Fui criticado por estar diferente do que no ano passado. Tô nem aí. Bem ou mal , mas falem de mim ;D
Ah, e consegui me apaixonar de novo. Desta vez, vamos de letra W. Rufem os tambores, não falarei nada. HAHAHAHA. R., por acaso, leu meu post retrasado e me evitou, como se nada tivesse acontecido. Anham. Gente complicada é assim mesmo.
Nossa, vocês repararam no BBB essa semana? MELDELS, quanta coisa de uma vez só! Tô adorando! E vou confessar que venho correndo da escola pra pegar pelo menos o finzinho de Malhação e Cama De Gato, que estão perfeitas! Adoooro!

É, de novidades é só. Lembrando de mais coisas, eu posto pela semana.

Beijos, abraços, apertos de mão, sorrisos, e até a próxima!

19 pseudocomentaram:

Mel disse...

Limites são necessários em todas as fases da vida, um 'não' ás vezes ensina mais que qualquer sim! Gostei do texto, estava com saudades de ler você!

Boa sorte com a W :), beijos!

B. disse...

Exatamente, os limites são necessários. Ah, é verdade, se estão falando já é bom e o blog tá ótimo assim e de qualquer jeito que você deixar, viu?
Boa sorte, Ti.

T. disse...

Eu cresci cm limites demais...mas isso só foi positivo afinal...
pelo menos até hoje...
ahuahua bjosss

Juh Lima disse...

Adorei o seu texto! Você tá escrevendo cada vez melhor, hein? :)
Realmente, não só os jovens, mas todos nós precisamos de limites!
Beijocas ;*

Belisa Cardoso disse...

Concordo.Ainda mais pq muitos despresam suas vidas e tem uma sensação de onipotência.Falta um pouco de amadurecimento para todos esses jovens sem limites.
E,um pouquinho de liberdade para aqueles que tem responsabilidade.

bejocas, muito bom

Petite Mélange disse...

tudo que é exagerado, da merlin...(liberdade demais da merlin, fato...)
Um país não funciona sem regras, assim como uma família

Juliete Souza disse...

Oii!
Um 'não' recebido de vez em quando, nunca matou ninguém, não é? E é isso que falta hoje em dia, limites. Em qualquer fase da vida, claro, os adolescentes precisam mais disso do que alguns adultos, mas, no geral, isso sempre ensina.

bju =D

l a l a h disse...

Concordo que tem que haver limites, os limites sao o que nos faz respeitar o espaco dos outros (mals,pc nao tem cedilha)...
Belo texto amigo
=*

A!!ªN disse...

legal, concordo em ter limites eu fui e sou criado com eles, apesar de meus pais term ficado mais flexiveis depois que eu comecei a trabalhar (foi uma vitória, ás vezes era absurdo), agora acho que criarei meus filhos da mesma forma que fui criado: com limites e responsabilidade.
muito bom o texto...
você está no terceiro ano, aproveita hein!

A!!ªN disse...

legal, concordo em ter limites eu fui e sou criado com eles, apesar de meus pais term ficado mais flexiveis depois que eu comecei a trabalhar (foi uma vitória, ás vezes era absurdo), agora acho que criarei meus filhos da mesma forma que fui criado: com limites e responsabilidade.
muito bom o texto...
você está no terceiro ano, aproveita hein!

cн૯ℓуηнα disse...

Limites devem existir apenas para se ter noçao até onde pode-se ir mais nem todos precisam ser exatamente seguidos.

James Pimentel disse...

As vezes eu reclamo quando minha mãe pertuba em relação a hora de chegar em casa, mas no fundo eu sei que ela quer o meu bem. Concordo com cada vírgula!

Enquanto ao outro texto:
não sei se você entendeu, mas o que eu disse foi que eu adoro pessoas, só não concordo com o ato que os homossexuais praticam. Obrigado pela preocupação, abraços

Júnior Batista disse...

Olá!
Visitante novo, gostei muito do blog.
As regras existem e estamos submetidos a elas. Quando você resolve não cumprir uma regra, está criando outra, a sua própria regra, então, as regras existem sempre. Entendeu?
Ouvi isso em uma aula maluca de Arte, Estética e Comunicação.
A partir de hoje, estou te seguindo!
Continue escrevendo.

Abraços

cн૯ℓуηнα disse...

Vc viu xu que tudo a morango caran quase morri kkk vlw por pasar la no pensamentos BJinhooos

Beatriz disse...

Aiiin, Ti. Valeu pelo retorno :*

Natalia Souza disse...

Thi , tem selinho no meu bloog para ti \õ/ *-* >http://minutesofboredom.blogspot.com/2010/03/meu-primeiro-selo-o.html#comments

Natália disse...

Limites são necessários mesmo, mas ninguém gosta. Beijo

Taw disse...

É, véio... os jovens que não seguem as orientações dos que os amam, sempre acabam gerando pertubações negativas para eles e para os que os amam...

Tayane Scott disse...

Olha quem voltou!! Ihuuuuu! Sim, eu voltei a comentar nesse blog que eu amo tanto. pqp que saudades de você! Quanto a limites, os odeio! Ok, sem que todos nos precisamos dele all time na vida, mas eles são chatos e cada um tem o seu, não é algo estipulável.
O texto tá otimo, mas isso você já sabe neh? Boa sorte com o novo amor e ve se aparece =/ amoooo vc ♥