sábado, 15 de maio de 2010

Considerações sobre minha ausência.

Eu sei, podem me atirar sete pedras e meia, pois admito que mereço. E estou sendo um incompetente para com este blog. Reduzi a frequência de postagens consideravelmente e estou me sentindo envergonhado por isso. Passou-me pela cabeça milhares de vezes a possibilidade de deletar de vez o A Pseudociência, ao invés de deixá-lo aqui, pegando poeira e podendo fazer a felicidade de outro aficcionado por nomes nerds para blogs. Só que não é bem assim que eu faço as coisas. Refleti por alguns momentos e decidi não deletá-lo, pois o único lugar no qual me sinto à vontade pra falar de mim sem medo e tão abertamente é aqui. E seria idiotice minha abrir mão de tal espaço. Posso atribuir a minha ausência a alguns fatores que, para facilitar a vida de vocês – e a minha -, estão listados abaixo:

1 – Internet: aqui em casa é uma decepção. A madrugada é a melhor hora do dia para cumprir minhas obrigações internáuticas e eu, infelizmente, nunca reúno forças o suficiente para acordar três horas da manhã para sentar em frente ao PC e escrever (trabalho de manhã, lembram?). E quando o Blogger colabora comigo, vem alguém e leva o modem! #FAZENDOAMALDITA.

2 - Escola: tive uma semana cheia. Cheia de atividades-surpresa, apresentações, alguns trabalhos para organizar, mais uns probleminhas – já resolvidos – particulares... Uma loucura só.

3 – Danielle Mitterrand: adquiri uma intimidade maior com o francês de segunda-feira pra cá e isso está me deixando tão feliz! E como a dificuldade e os desafios da gramática estão cada vez maiores, tenho que me concentrar cada vez mais. E é o que estou fazendo; estimulando minha concentração sempre que posso. E isso exige um esforço enorme de mim.

4 – UNIFAP (Universidade Federal do Amapá): não, eu não passei no vestibular tampouco estou cursando algo lá. É que aconteceu, nos dias 13 e 14 de maio, a 2ª Jornada Científico-Cultural de Francês Língua Estrangeira (o chamado FLE, pelos estudiosos) e eu, claro, não perdi a oportunidade de participar de um evento tão importante! Foi um pouquinho cansativo, confesso. Mas valeu a pena e agora tenho mais do que certeza que quero sim cursar Letras na universidade. Eu tinha outros planos, mas eles que fiquem pra depois. Quem planeja demais nunca completa seus objetivos.

5 – Indecisão sexual: nunca pensei que eu estivesse com toda essa bola pra relacionamentos. E olha que maio é meu inferno astral, por anteceder o mês do meu aniversário – é, eu acredito em horóscopo e em astrologia -. Conheci um cara, o Rafa, que é lindo, inteligente, tem papo e tudo o mais que me chama a atenção em outro cara. Ele me entende e me ajuda como ninguém. Detalhe: quer ficar comigo. Eu senti e sinto uma forte atração por ele, não vou negar. Só que aí vem o destino e me prega uma peça bem retardada: há anos, conheço a Ju, mas tudo por Orkut, MSN, e mimimi. Terça-feira, eu a conheci pessoalmente! Ela é lindíssima, independente, inteligente e loira. Ela é o sonho de qualquer homem. Não preciso nem dizer que ela me balançou. Ainda não decidi nada. E vale a pena frisar, pois muita gente me pergunta: eu não sinto interesse sexual por nenhuma das partes. Pensar nisso desfocou toda a atenção que eu tinha com o blog. É muito difícil, gente, lidar com tal situação.

6 – Willian Leite: esse cara tá me deixando louco! Uma hora é meu melhor amigo, pra quem eu conto até as coisas mais absurdas que acontecem comigo; na outra, é o pegador da turma que só faz isso pra impressionar! Onde que foi parar toda a perfeição que eu tinha encontrado nele, ONDE?! O pior é que eu me mordo de ciúmes quando ele dá em cima das meninas na minha frente – e já diz no pé do meu ouvido em quem ele vai avançar e como! O FIM. Ele continua aquele cara legal pra conversar e tudo, que me aconselha e me faz rir, mas ele muda tanto quando a galera tá perto! Queria entender isso. Uma pena eu ser um moleque de 15 anos que mal sabe do que gosta de verdade. Erica Ferro em seu comentário no meu post anterior estava certa. O perfeito não existe mesmo: nós é que o fazemos.


E bem, é isso. Espero que me entendam. Muitos acontecimentos pra pouco coração e preparo. Quero voltar mais inspirado na próxima postagem. Aceito conselhos, please! Vocês sempre estarão em meu coração, sempre!


Pra vocês que me amam,

Tiêgo Alencar.

11 pseudocomentaram:

Erica Ferro disse...

Bom, Tiêgo, fique tranquilo em relação a frequência.
Esse é o seu espaço, você deve vir aqui quando sentir que devo, quando tiver uma chance, enfim. Não é uma obrigação, é um prazer.

Eu espero que suas questões se resolvam, que você possa ser feliz com as suas escolhas e, enfim, que viva a vida da melhor forma possível, provando das coisas que você sonha provar, realizando seus projetos, lutando e vencendo sempre.

E em relação a perfeição, eu sabia que um dia você ia descobrir que eu tinha razão, rs.

Beijo.

Ná Lima disse...

São tantas coisas pra fazer que acabamos ficando sem tempo para os momentos prazerosos.

Pense bem antes de seguir um caminho. Nossas escolhas são imprescindíveis pelo resto de nossas vidas...

E perfeição, somos nós que inventamos!

@Jota disse...

Se eu fosse você, ficava com a loira!
^^

Saudade dos teus comentário véi!! Some não, rum!

Abração, fica com Deus!

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Eu também já não posso atualizar o meu blog como antes. MAs tenho descobrido que não é a frequência que faz o bom blog, é o conteúdo dele. Relaxe, rapaz.

Que bom que você decidiu o que vai cursar. Confesso que não estava tão segura assim quando comecei, mas me arrisquei e acredito que está valendo a pena.

É, me parece que você tem muitos problemas - é claro que você já constatou isso, né - Pior é que não posso de maneira alguma tentar te dizer o que fazer, nem por quê. Essa é uma decisão que cabe a você, somente. Boa sorte te desejo.

:]

Ceres        disse...

Tiêgo, já disse que eu adoro seu nome?
Enfim, por mais que eu não seja tão ocupada quanto você, e nem faça tantas coisas uteis, eu entendo perfeitamente essa coisa de inspiração em extinção, dor no coração, e, principalmente cabeça confusa.
Essa coisa de "viver" é muito, mas muito difícil, e todo mundo vai concordar comigo.
Já pensei várias vezes em deletar o Conspiração Vital. Aliás, eu já fiz isso uma vez, mas quando eu descobri que tinha como restaurar, fiz isso o mais rápido possível.
Por mais que seja "só" mais uma página na internet, é o tipo de coisa da qual a gente cria um vínculo, não é?
Gente que nunca vimos na vida lê o que a gente escreve, dá opinião, sugestão; e isso é ótimo pra gente encarar essas coisas todas. A gente se sente atpe mais importante, né? haha
Enquanto aos garotos, te dou um conselho que funciona como um dedo no nariz: dê tempo ao tempo.
Espere você ter certeza do que você quer, pense bem. E tome cuidado com impulso.
Não que eu seja uma espert no assunto, mas por mais que eu só tenha 15 anos, eu acho que já vivi bastante coisa nesse "requesito".
Então, te desejo toda, mas toda sorte do mundo, e tenho que dizer que já sou sua fã.
beijos

Jeniffer Yara disse...

Own Ti tantas dificudades pra um só coração,uma só pessoa não dá mesmo! Entendo sua distância daqui do blog,é normal,com tantos acontecimentos é preciso mesmo cuidar deles primeiro,e depois fazer as atividades extra-curriculares! rs'

Você precisa mesmo prestar mais atenção aos estudos,e o bom é que você já se decidiu sobre qual curso irá cursar,o que é um grande passo!

Em relação á vida amorosa,bom,confesso que não sou nenhum pouco boa em conselhos,hehe,acho que a decisão vem de você mesmo,saiba que ninguém é perfeito mesmo,concordo com a Érica quando disse que quem faz a perfeição somos nós mesmos!Enfim, acho que com o tempo e com bastante juízo e depois de muito pensar, você consegue sim dar um rumo á sua vida,eu tô fazendo isso aos poucos, ainda tenho muita confusão na minha cabeça,rs,mas nada que não supere!

Espero que supere tudo isso também,acho que deixar as coisas rolarem,não deixar sair dos limites é a melhor coisa á se fazer!Mas não sei,já disse que sou péssima em conselhos?! Haha

Não se preocupe com sua ausência aqui no blog,seus seguidores já sabem seus motivos agora,e sabe,todo mundo tem seus problemas fora do blog,é normal ficar longe dele por um tempo,rs


Bjs!

♥Fabi♥ disse...

Oie ,
sabe tem uma música que diz assim

" Eu preciso dar um jeito em minha vida , que está cheia de questões mal resolvidas. A incerteza tomou conta da minha mente, e eu não sei o que fazer daqui pra frente.Eu preciso te sentir a qualquer preço, ó senhor tu falas que eu te obedeço. Tua ausencia é pior do que a morte , mas contigo é na fraqueza que sou forte, (...) "

É uma música evangélica, mas toda essa confusão que vc descreveu me lembrou a letra dessa música , sempre que eu estava com problemas cantava ela na igreja e me sentia melhor. Sabe tiêgo , eu acredito que tudo isso acontece por um motivo, imagina a vida seria tão sem graça se fosse normal... É preciso muita fé em Deus , muita fé na vida ... trace um rumo querido e lute por seus objetivos, vc vai ver que com o tempo tudo se ajeita. O coração da gente é muito ansioso mesmo , não sabe esperar e então cria pessoas perfeitas xD cria ilusões que com o temó se vão. Vá com calma .

beijinhus ;)

Mariana Amorim disse...

Mon amour! Seu blog é o seu espaço e vc deve ser sentir livre para usá-lo quando bem entender.
Não importa a opinião alheia. Isso vale para todas as decisões em nossa vida. Só sabemos que fizemos o certo quando nosso coração descansa. :)

A!!ªN disse...

Ah Tiêgo, não precisa se desculpar, pô o blog é seu, e quando a vida pessoal está meio balançada é melhor mesmo resolver os problemas internos do que querer abraçar o mundo com as mãos, o blogger sempre estará aí e os leitores também, realmente a Erica tinha razão e agora que seu "encanto" acabou você já pode enxergar os defeitos dele, boa sorte pra ti nessa sua decisão (deve ser difícil), mais não se esqueça, você é novo e ainda tem muito tempo pra pensar, só não coloque a carroça na frente dos burros. Abraço

@_jotaerre disse...

Heey novo amigo!
Então, don't worry, eu também não posto há um tempo porque tá foooda a Facul e eu não tenho internet em casa, então às vezes umas coisas boas vêm mas até eu escrever e terminar tudo, eles vão sumindo...
Não se sinta culpado por ficar em dúvida!
Na vida temos que experimentar. Eu me descobri gay aos 15 anos, antes, eu só ficava com mulheres. Hoje ainda consigo ficar com várias, mas sei que gosto mais de homens mesmo.
Dê um tempo, esfrie a cabeça e escreva quando desejar!

Grande beijo, boa sorte em tudo!

Taw disse...

hum... estou torcendo por você véio...

:P