quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Decepções e reflexões


Voltando do colégio hoje, vivenciei uma cena no mínimo triste: enquanto atravessava a faixa de pedestres numa das ruas mais movimentadas da cidade, um motorista em alta velocidade ficou extremamente revoltado porque eu o fiz frear o carro praticamente em cima de mim. O homem desceu do carro e disse que eu não tinha o direito de provocar meu próprio atropelamento. Antes de responder qualquer coisa, e com os demais motoristas furiosos, saí da faixa de pedestres e falei ao homem que eu pelo menos sabia até aquele momento que a faixa de pedestres era para pedestres. E assim, como quem não quer nada, ele simplesmente me olhou dos pés à cabeça e disse, exatamente com essas palavras:


"- Olha pra ti mesmo, moleque. Desde quando uma pessoa assim tem direito de alguma coisa?"


Não tive tempo de responder nada porque os guardas de trânsito que estavam lá perto da faixa me fizeram o imenso favor de cortar o barato do homem multando ele pelo meu quase atropelamento e eu não quis sujar meu nome em delegacia porque se vocês tivessem percebido a nota de nojo na voz daquele homem, com certeza vocês teriam voado nele há muito. E pra quem não entendeu, ele por algum acaso percebeu meu lado gay. E não gostou nem um pouco de ter que parar o carro em alta velocidade numa faixa de pedestres em horário de pico pra um gay passar (não que eu seja completamente gay, girls and boys :D).


Sabem, eu nem em importo mais com o que as pessoas vão pensar. Eu fico pensando na estranha capacidade de irracionalidade do ser humano. E me desconforta muito saber que ainda existem aqueles que pensam que o homo/bissexualismo é um mal. Eu não quis brigar, eu realmente detesto brigar por esse fator, e percebi que o bom senso, citado no post passado, me ajudou bastante nessa situação. Hoje com toda a certeza do mundo apaguei qualquer vestigio que ainda existia de esperança de que o mundo ainda vai entender os LGBT. Não farei nenhum apelo pra você que não curte o manifesto e tudo o mais, até porque crença vai de cada um e eu não sou absolutamente nada pra dizer isso, mas seria bom dar uma revisada no conceito a respeito das pessoas. Elas são apenas pessoas. Independente de qualquer escolha que possa torná-las diferenciada dos demais. As divergências são inevitáveis, eu sei. Mas é preciso um pouquinho só de maturidade e noção da realidade. Afinal, o mundo já evoluiu tanto de cem anos pra cá... E é triste, bastante triste, perceber que nesta evolução, ainda haja pessoas que preferem ser retrógradas a acompanhar o processo de maturação da sociedade.


Pelo menos esse episódio insano depois de um dia cheio serviu pra alguma coisa: descobri que por mais desafiador que alguém possa ser com você, a paz faz tudo tomar proporções completamente menores e diferentes. Tudo melhora quando somos tolerantes e sabemos bem o que falar, promovendo mesmo que não abertamente a paz entre as pessoas. Vamos fazer a nossa parte aprendendo a não ter tanta impaciência com as pessoas e sendo phynos, tratando as pessoas com classe mesmo que ela esteja soltando os cães pro seu lado. Ao exemplo da minha irmã, que sempre fazia com que eu falasse MUITA coisa ruim pra ela, e que agora sofre por não poder rebater mais nada.


Pra vocês verem como são as coisas.

5 pseudocomentaram:

Italo Stauffenberg disse...

#tenso

Jota disse...

Simplesmente abominável!

Nath disse...

É uma pena ver que as pessoas ainda não tem maturidade suficiente para lidar com isso;mas eu acho que a nossa geração está vindo mais receptiva e tolerante,mais aberta ao diferente.Espero não estar enganada

Allan disse...

o preconceito existe de todo lado Tiêgo, mesmo hoje os negros são muito desrespeitados, os pobres então! Mas é ruim sentir isso na pele, você ser desrespeitado por sua aparência ou sua etnia é uma coisa muito ruim.

Respeito as decisões sexuais de alguém, assim como respeito-as como pessoas, seres humanos. Não significa que eu concorde, mas na minha opinião o que falta para o mundo evoluir é o respeito ao próximo, mais nada só RESPEITO.

Natália disse...

Tão esclarecido, inteligente e Divo <3 do jeito que tu é, não deve se abalar por causa desse tipo de gente IGNORANTE que não sabem nada sobre nada. Tu é MAAIS!

Beijos Baby