quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Ah, quand j'étais petit...

Comparando a vida de possuidor de hormônios pulsantes que vivo agora com a vida inocente e divertida que vivia quando era criança, posso afirmar com toda a certeza do mundo que sinto falta da infância. Mesmo que eu não tenha sido lá uma criança muito normal e tudo, mas eu era um criança que brincava de escrever histórias e que chorava quando o sorvete acabava.

Guardo tantas lembranças boas da infância... Primeiro porque, como reza a lenda, já quis sair da minha mãe falando. Falei e andei antes de um ano. Fui uma criança bastante esperta! Todos ficavam abismados com o guri que aprendia tudo sozinho. Li "CASA" na capa de um livro aos dois anos e meio, provocando lágrimas e mais lágrimas em meus pais/parentes. Gostava de tudo que a maioria das outras crianças não gostava: escola (não cursei o pré-escolar, sabia demais para estudar o abecedário e os números, apenas), legumes e verduras e xarope (de uva então, gosto até hoje!). Sinto falta das brincadeiras de rua, das competições, de quem chegava mais rápido ao mercadinho. E as fogueiras de São João no meu aniversário? Todos se reuniam ao redor dela e estouravam foguetinhos, comiam canjica e pipoca até altas horas da noite! Lembro também perfeitamente do meu primeiro amor de infância. Ágata, o nome dela. O amor puro e simplesmente amor, do jeito que eu sei que nunca mais sentirei na vida. Aquele amor que foi capaz de me fazer escrever o nome dela nas paredes do quarto, no caderno... Recordo-me de tantas coisas! O dia das crianças repleto de presentes, assim como o natal; os sonhos tão mais intensos; nenhuma preocupação com fórmulase/ou teorias para aprender/decorar; os amigos, inesquecíveis; as verdades e mentiras, tristezas e alegrias.

Tudo isso fica guardadinho aqui na minha mente, esperando a hora de ser contada e recontada. Minhas lembranças de menino são as melhores de toda a minha vida. Às vezes eu até paro e penso como aquela época pôde passar tão rápido! Eu sei que aquilo já passou, mas carrego comigo uma promessa feita aos sete anos de idade, após o reveillon daquele ano: "quando eu tiver mais velho, estarei feliz, com saúde e, acima de tudo, lembrando de tudo que vivi como criança."

Eu era uma criança madura (demais), lembram?


Pauta para o Blorkutando - 107ª Semana : Crianças (Como eu fui quando criança?)


***
Ooooi, crianças! incorporei Espero que todos estejam bem! Eu ainda estou SUPER atrasado com os comentários, tô indo aos poucos porque minha net só não morre de uma vez porque vaso ruim não quebra, né?
Eu prometi e cá estou, feliz e bonitinho postando pra vocês!
Minhas novidades não sãou muitas... Eu tô numa semana maravilhosa, amanhã já é meu último dia de aula o/ Sexta não tem aula que é dia do professor e eu tô tão feliz por isso! Planejando altas saídas com a galera, e dessa vez vai rolar!
Tá todo mundo namorando /fato. Metade das pessoas que conheço começaram a namorar mês passado/esse mês e isso tá me deixando basicamente DEPRIMIDO AO QUADRADO. Preciso da minha metade da laranja, da maçã, do taperebá ou da graviola NOW (agora em inglês). Quero namorar, quero beijar, quero ser feliz! Tirar esse estresse todo de vestibular da minha vida, porque olha, num tá fácil. Escola + francês + estudar pro vestibular tá me deixando doidinho. E nada melhor do que uma companhia pra me fazer esquecer que tem essa pressão toda tomando conta de mim. XÔSTRESS, NÃO AMO VOCÊ.
E vocês, hein , que que tá faltando pra se inscrever no Tudo de Blog? CORRE JÁ seus olhos pro canto superior esquerdo do seu monitor brilhante e lindo que ele vai te indicar o caminho da glória. POR FAVOR, leiam bem as instruções!
Fiz mais um vestibular hoje. O de verdade, da faculdade Estácio. Fui bem, acho. Tô mais preocupado em passar em matemática e física no colégio, isso sim.
Erm... acho que eu vou parar por aqui. Já devo ter escrito mais do que o texto. E sei que minha vida não é muito interessante, então até a próxima, leitores lindos e divos que eu gosto muito!

Um beijo e um aperto de mão, do seu amigo e amante

4 pseudocomentaram:

@_jotaerre disse...

Aaah, senti falta!
Sei que você também tá sentindo a minha lá no Things, mas eu volto! Prometo, e logo...
Ah, quando eu era criança... Também gostava de escola, de estudar, de verduras, tanto que hoje não como carne vermelha, amo salada e tudo que é verde, inclusive o Green Day e meu cobertor. Ok, trocadilho besta, anyway.
Tinha fogueira em Junho, e muuuita, muuuuuuuita praia!
Lembro do pique-esconde, parquinho, frescobol, nosso, só nosso, basebol. Lembro que eu subia nas árvores, corria de bicicleta e fazia jackass! Eu era super aventureiro, adorava coisas que me davam medo... Ahahahah Sou meio assim hoje, corajoso... Sim, sou.
Sinto falta de ler seus textos, e como hoje conversamos, espero que conversemos muito mais! Sua presença me faz bem, fico tão feliz quando vejo você online... Ainda nem sei porque... FAz pouquíssimo tempo que não nos falamos, mas eu já me importo com suas críticas, dou valor aos conselhos e fico triste quando não te vejo por aqui.

Um grande beijo, sweetheart, don't ever forget me!

<3

your friend and lover,

@_jotaerre

@_jotaerre disse...

*FAz pouquíssimo tempo que NOS falamos


errei, rs

Jeniffer Yara disse...

Ah minha infância também foi boa,meio nerd,mas amei ela *-*

Ainda bem que voltou,e muito legal você ter colocado pra frente o projeto Tudo de Blog,prometo que quando tiver tempo,irei saber mais sobre isso e participar *.*

Você fez vestibular Estácio?Eu vou fazer hoje o/ Mas tô mais preocupada em passar física também no colégio,rs

Beijos

Naty Araújo disse...

Aaaaaaahh que lindo isso.
Adorei esse post, mas devo confessar que dei muitas risadas no final hahahahaha.
Saiba que vc não é o único não.
Aqui todo mundo namora, curte, se diverte enquanto eu fico a esperar hahaha.

Curti, sério...
Li seu texto de ser presidente tbm.
Curti o blog, parabéns.

Beijos ;)