quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

"Em que posso ajudar, senhor?"

EU VIVO PRA ISSO, NÉ

Não sei se com vocês é assim, mas eu sempre tive a infelicidade de contar com operadoras decadentes no quesito atendimento ao cliente. Lá em 2007, quando ganhei meu primeiro celular, a operadora em questão era a extinta Amazônia Celular (que foi comprada pela Oi). E em todas as infelizes vezes que precisei contar com o serviço do SAC, lembro perfeitamente que era atendido em menos de cinco minutos. Os atendentes pareciam  mais felizes; atendiam aos chamados com muito mais prazer e quando não tinham respostas para os meus problemas, gentilmente diziam que não havia solução naquele momento, mas que logo eu poderia aguardar por melhoras no serviço. Claro que eu não serei hipócrita em dizer que adorava ouvir isso, mas pelo menos os atendentes eram mais legaizinhos e simpáticos. E um pouco menos automáticos.

Desde as cinco e meia da tarde de ontem eu tentei conectar a internet, tanto pelo celular como pelo modem supostamente 3G que possuo. E os dois, malditamente, são da Vivo. Digo malditamente porque se eu sou passivo a erros, o sinal desta operadora consegue ter esta passividade duplicada. Não é a primeira vez que tenho problemas com a internet e sei que moro numa região nada favorecida com a graça de sua rapidez. Porém, temos o direito de saber das falhas, não é mesmo? Foi então que eu sabiamente disquei o número da central de atendimento da Vivo. Já contamos com a propaganda obrigatória dos novos serviços logo de cara. Minha agonia estava me consumindo, porque a maioria de vocês sabe que me acompanham no blog sabem que eu comento na novela Tititi todos os dias no Twitter e dependo muito da internet móvel do meu celular para isso. Passava das sete horas. Acionei a transferência da chamada para os atendentes e, resumindo num verbo, definhei de tanto esperar. Vinte e um minutos depois, fui atendido por um rapaz que mal e mal perguntou meu nome. Ficou me chamando de Diego o tempo todo e isso me deixou um pouco irritado. Expliquei a situação chatíssima pro guri e ele, pura e simplesmente, jogou na minha cara que ia repassar a ligação para o "setor especializado". Nem contestar eu pude. Quando eu me toquei, aquela musiquinha insuportável da espera já estava tocando e martelando na minha cabeça mais uma vez e eu senti uma imensa vontade de gritar uns palavrões ali. Só que as palavras do atendente automáticos vieram na mesma hora à minha mente: "informamos que para sua informação esta ligação será gravada". E eu logo sosseguei. Aguardei mais alguns minutos e para minha total surpresa e insatisfação, a ligação caiu.

Não preciso nem dizer que gritei uns mil palavrões, já que a ligação não estava mais sendo gravada e eu estava sozinho em casa. Começou Tititi, eu não comentei a novela no Twitter e fiquei o tempo todo tentando conectar a internet, no celular e no modem. Nada. No meio da novela, tentei falar com um atendente mais competente. Seis minutos, queda na ligação. Só não fiquei mais revoltado porque isso foi bem na hora em que o Julinho encontrou a Jaqueline no hall do hospital depois de ter visto que o Edu e a Thaísa estavam namorando (S2S2S2S2) e se tocou que devia ir atrás do Thales antes de continuar fazendo tanto cool doce, mas isso abafa. Fechado o zíper laranja xadrez laranja do final do folhetim das sete horas, ainda eufórico tentei conectar a internet. Larei. Tentei ligar para a central de atendimento novamente e, depois de mais de minutos, fui atendido por uma moça muito legal e simpática  que perguntou meu nome, de onde eu falava e qual o número do meu celular, para só então diagnosticar o problema. Depois de um relato detalhado de minha parte, a atendente me deu uma resposta plausível. Não vou ser tão escroto a ponto de dizer que ainda fiquei revoltado porque não fiquei. A moça é realmente um doce de pessoa. Mas a Vivo precisa dar um revisada nesse atendimento. Se tem pouca gente para muito problema, porque não contratar mais operadores? DE PREFERÊNCIA, QUE TENHAM O CURSO DE RELAÇÕES HUMANAS NO CURRÍCULO. Porque olha, se for pra depender de um sistema mais passível a erros do que eu e arcar com as consequências algo que não deveria ter acontecido, não vejo mais motivos para não mudar de operadora. De nada valeu a resolução da ANATEL que diminuía o tempo de espera. Queria ganhar cinco centavos por cada minuto que aguardei, de 2009 pra cá. Acho que minha conta bancária estaria bem polpuda. Só que as possibilidades disso acontecer são remotíssimas, então deixem pra lá.

E que fique registrada minha indignação e revolta. Estejam avisados se quiserem migrar para a Vivo. A internet ilimitada do Vivo ON, os pacotes de SMS e os bônus que nunca terminamos de gastar são apenas uma ilusão quando você se depara com problemas como estes que te impedem de utilizar tais serviços. Mascarar erros grotescos com propagandas felizes é especialidade da casa. E por favor, tenham bom senso. Não estejam servidos.

6 pseudocomentaram:

Allan Penteado disse...

kkk essas empresas são mesmo de tirar o folego, o pior de tudo é que todas são assim ,não existe nenhuma melhor, caiu a ligação? coincidência demais, rárá, eles desligaram na tua cara, como sempre acontece comigo, só uma dica: não conseguiu o sac, liga para a ouvidoria! é uma puta falta de sacanagem (brincadeirinha rs.)

Vagner de Alencar disse...

A ligação cai justamente na hora que o cerco aperta, isso -claro- após longos minutos à espera do atendimento - claro -, com uma música linda - claro - que proposital, pra tentar te acalmar, pela espera - claro - nunca demorada. Apesar de ter falado muitos -claro- aqui, minha operado é a OI e a TIM - claro - que já passei maus bocados também!

Jeniffer Yara disse...

Não deu pra ler tudo,ah você sabe como tá minha situação,mas quis muito vir aqui,só pra matar um pouco a saudade de comentar em seus post's maras \o/

Beijo

Janaina Barreto disse...

Ca-ram-ba! kkk Acho que todo mundo que tem celular passa por isso... E olhe, a gente nos últimos tempos, só paga pra ser mal atendido, é o que vejo. Essa demora é uma desgraça e ainda colocam a música mais irritante que encontram, é um cool mesmo. ¬¬' Só tenho desgosto com essas operadoras. A net da oi vive em uma tal de uma 'manutenção' que eles nunca avisam. A Tim comeu meus créditos quando acessei a tal da internet 'ilimitada'. Só não tenho o que reclamar da Claro que nunca me deu dor de cabeça (ou então eu esqueci). Enfim, joguemos nossos celulares pro alto e vamos ser felizes. #Viajei ;)

ahhhhh! O Thales fez caquinha com o Julhinho. Que infeliz. ¬¬"

Joana disse...

Odeio, odeio, odeio, odeio... Infinitamente o atendimento de telemarketing porco que a maioria das empresas brasileiras prestam ao consumidor. Sério, pelo preço que pagamos pelas coisas no Brasil e pela nossa paciência deveríamos ser tratados para Reis!

A única coisa que sei é que a infelicidade da minha vida se chama "Oi" e eles maltratam tanto os clientes que dá até vontade de rir de desespero. Infelizmente, eles são responsáveis pela telefonia fixa no Rio e pela internet banda larga presente em quase todos os bairros, ou seja, me sinto prisioneira.

Já com o celular, tenho Tim e nunca tive problemas.

Leila Ice Girl disse...

Eu estava pensando em comprar um modem da Vivo, depois dessa, kkk, acho que não.
Falando sério agora, infelizmente os SAC das maioria das empresas funciona mais como serviço de aborrecimento ao cliente, eu tive vontade de bater na lesada da operadora de cartão