quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vous avez quel âge?



Dia vinte de junho eu completo dezessete anos. E não me recordo de ter desejado tanto completar mais um aniversário. Pode até soar infantil, mas os números agora fazem muita diferença em minha vida. É um sensação estranha. Tipo pior do que quando você quer ir naquela megabalada e a carteira de identidade fala por você, sabe?
[Ok, péssima analogia. Prossigamos.]
Então, eu não tenho cara de dezesseis anos. Muito pelo contrário, pareço até mais velho. Só que parecer é bem diferente de ser de verdade, pra variar. E isso vem martelando na minha cabeça desde que a atendente da Tim esfregou na minha cara que eu preciso TER dezoito anos e não APARENTAR ter dezoito anos para poder cadastrar uma linha em meu nome. Sim, a moça disse com essas mesminhas palavras, quebrando meu coração em pedaços (dramático e exagerado só eu, né). Não posso assinar nada sozinho, não posso ter um cartão de crédito, não posso ter os descontos que os adultos tem em sites de compras, não posso me cadastrar em lojas virtuais e físicas, não posso fazer um monte de coisa que adoraria fazer. Sinto-me imprensado. Um lado diz que eu já sou adulto, pois trabalho, vou para a faculdade e pago as minhas contas (que não estão em meu nome). O outro lado, o legal (literalmente falando), já diz que ainda dependo dos meus pais para tudo, ou quase tudo que envolva papéis, idade e resposabilidades. Vivo nessa imparcialidade louca, nessa adversidade complicada dentro de mim. Muitos de vocês achariam fantástico aparentar ter a idade que não tem, aposto. Porém, isso comigo não é lá uma coisa da qual eu goste de me gabar, não.
Creio que não seja demais pedir apenas uma aceleradinha básica para o tempo Sei que não sentirei falta da vida “de menor” nem das dificuldades que arco com essa condição. Já espero a maioria de vocês me tacando pedras por querer envelhecer logo, porque o tempo não para nem retrocede, e bububu. Faz parte, não? Aliás, acho que também faz parte sonhar com um mundo onde eu possa ser adulto à minha maneira. Como o mundo mágico de Harry Potter, por exemplo.
Onde a maioridade é de dezessete anos.

6 pseudocomentaram:

Deyse Batista disse...

E eu, que cheguei aos 19, mas já sinto saudade dos 15?
Isso de idade é muito complicado mesmo... Envelhecer é um saco, mas todo mundo deveria chegar logo aos 18. É tão mais prático! Não porque passa a ser dono do seu nariz, mas porque não precisa pedir todo dia pra sua mãe assinar alguma autorização, te entendo completamente.
Só mais um ano, viu? haha

Beijo, querido!

Julianna Alves disse...

eu já tenho 22 e me considero uma tia! (apesar de aparentar 17 haha)
eu sei que isso vai soar meeega clichê, mas quando vc estiver 'de maior', vai olhar pro pessoal mais novo e querer a idade deles. Eu passo por isso todo dia quando volto da faculdade e avisto um colégio...
Mas não vou te enganar, é boom ser maior de idade!
beeijaao

ps. eu gosto de pensar que eu controlo meu mundo e nele ser maior ou menor de idade não existe. acho que isso é coisa de gente quadrada e não vivo de numeros(momento pais das maravilhas)

Jota disse...

kkkkkkkkk, vai se arrepender de falar isso amargamente quando fizer 18 anos kkkkk

Essa tal liberdade parece até ser boa a priori, mas ela vem com várias responsabilidades, e te garanto, ter um cartão de crédito não é tão legal assim!

Thaís A. disse...

Sabe, eu nunca fui de querer muito ser mais velha e bla bla bla. Mas é engraçado como um ano já faz muita diferença, né?

Leila Ice Girl disse...

Ah Tiêgo, pode dizer que é clichê filho kkk, mas você vai sentir falta dessa (ir)responsabilidade; eu sinto, eu lembro que adorava ter 17 anos, tipo, vc não mais criança, mas não é adulto ainda, é uma fase de transição, eu não tinha que me preocupar com muita coisa, mas ao mesmo tempo tinha um futuro inteiro para me preocupar, enfim, é algo muito particular. Mas, isso também é clichê, você não pode acelerar o tempo, e nós náo estamos no mundo mágico de HP (infelizmente) então, a onda é aproveitar seus 17 aninhos.
Bjos seu lindo!

Dayane Pereira disse...

Ahhh, meu deus! Nunca estamos satisfeitos! Eu com 23 adoraria voltar no tempo e mudar taaanta coisa.
E vc aiunda pode moldar seu futuro. Mas entendo o que vc quer dizer. Ter responsabilidades de maior mas nao ser maior de fato é mt ruim. Com a mairoidade vc faz o que quizer sem precisar dos outros, tem suas contas em seu nome, seu cartao, seus cadastros,... enfim, bem isso que vc citou.