sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

BBB: entre a cruz e a espada


Não é segredo para ninguém que eu sou viciado em BBB e eu não tenho a menor vergonha de dizer que adoro uma baixaria ao vivo e os acontecimentos que são motivos para uma semana de fofoca me fazem feliz como se não houvesse amanhã. Mas eis que na madrugada de sábado, 14, para domingo, 15, aconteceu o que já é considerado pelos especialistas em reality de plantão o maior escândalo da história do BBB: o participante Daniel está sendo acusado de abusar sexualmente da participante Monique após a festa (que ocorreu no sábado acima mencionado) na qual os dois beberam demais e o ex-brother supostamente teria se aproveitado da vulnerabilidade de uma bêbada e inconsciente Monique na mesma cama que ele. Após muito escândalo, bafafá, play e mais replay no vídeo do abuso cometido por Daniel, a direção do Big Brother decidiu eliminar o mesmo por infração às regras do programa sem expor o real problema aos telespectadores - o que não resultou em absolutamente nada, uma vez que a internet e até mesmo outros canais da TV aberta como Rede TV! e Record se encarregaram de explicar a história com detalhes. Mas enfim, vamos ao ponto que leva à este texto: até que ponto um programa televisivo deixa de entreter e passa a ofender àquele que assiste?
Confesso que a "lealdade" que eu tinha ao Big Brother Brasil ficara bastante abalada após o episódio conhecido como "estupro do BBB". Mesmo sendo homem, coloquei-me no lugar da Monique e não me vinha outra sensação à cabeça se não a de violação. Fiquei imaginando os pais dela ou uma filha minha na mesma situação e não consigo conter a revolta. Vi umas mil vezes o vídeo antes de apoiar a expulsão do Daniel, li tudo o que podia sobre o caso e talvez por causa disso tenha demorado tanto para refletir e me manifestar sobre. Há vários temas que podem ser discutidos acerca do caso, como o álcool em excesso, a tal da natureza masculina ou se a garota estava mesmo inconsciente no momento do dito abuso; porém, dentre tudo isso, tivemos como destaque não os envolvidos no caso, mas a produção do reality tentando esconder tudo de todos e fazendo com que a maioria dos brasileiros que veem/viam o programa se sentissem como a Monique, "estuprados" com tanta hipocrisia, ocultação de fatos e varreção de poeira para debaixo do tapete. A emissora tem ciência de que vivemos em uma época onde é simplesmente impossivel não saber de nada com internet, jornal ou qualquer outro meio de comunicação cada vez tão ou mais acessível do que a televisão. E mesmo assim, Boninho (diretor-geral do BBB) e cia. tentaram camuflar tudo com edições patéticas e encenações ridículas dos envolvidos na história. Como eu já disse anteriormente, óbvio que não deu certo.
A estudante Monique e o modelo Daniel, os envolvidos no "estupro do BBB"
Antes do episódio trágico de Monique e Daniel, ainda seguia com minha rotina de sempre parar tudo o que eu estava fazendo para assistir ao reality. Agora nem faço mais tanta questão, já que na internet vejo a realidade nua e crua em tempo real e melhor, sem edições toscas e desnecessárias. Senti-me ofendido sim com a postura da Rede Globo e espero mesmo que não aconteça de novo. Entre ofender e entreter pode existir uma linha imensa de diferença, assim como pode ser apenas uma rua. Passou da hora da Globo deixar de se importar só com a capa e se dedicar àquilo que realmente interessa: o telespectador.

***

Oi, gente! Tudo bom?
Desculpem mesmo a ausência daqui, em primeiro lugar foi falta de ideia pra blogar e em segundo, o Blogger me trollou pencas de quarta pra cá, só consegui acessá-lo agora. Mas enfim, taí o texto novo e logo mais tô voltando com um novo, dessa vez sobre um assunto super necessário: o que aconteceu com a blogosfera?
No mais, it's this. Estou respondendo aos comentários sempre que posso e sim, vocês estão tendo o velho Tiêgo-blogueiro-competente de volta por aqui! :D

Do seu escritor-aspirante,

Tiêgo R. Alencar

5 pseudocomentaram:

Dayane Pereira disse...

Que coisa lamentável, eu não tenho visto o BBB mas só de entrar no FB ja fico sabendo de tudo! haha
Bom, a Monique tb é meio "sujinha" né, ficar sabendo que o cara pooderia ter passado a pica nela (com o perdão da palavra) e se fazer de sonsa. Eu iria ficar revoltadíssima quando me chamassem no confessionário, e ainda mais com a polica e tudo, ficaria doida, sairia do programa e ainda processava! Ganharia meus milhões fácil, kk maldade né.
Bom post, gostei da sua opnião sobre o assunto. E estamos de OLHO!

Nati disse...

BBB não tem mais graça nenhuma, é tudo a mesma coisa, é sempre a mesma putaria, só muda o cpf dos personagens que independente da edição parecem ser os mesmos. Beijo

Edenilton Santos disse...

Sinceramente, acho que esse programa é uma falta de respeito com as famílias brasileiras, e, espero que o ministério público interfira nele assim como fez com a extinta "banheira do Gugu". Mesmo que seja exibido à noite, a baixaria exibida acaba ocupando os outros horários, é triste. Respeito a sua opinião em gostar de BBB, mas eu acho que esse programa já deu o que tinha que dá há muito tempo. Li alguns artigos sobre o assunto, pois na faculdade, devido ao curso que faço (jornalismo) a gente discute muito o que é veiculado na imprensa. E pra quem observa com outros olhos, vê que o problema não é apenas o "formato" do programa em sim, o buraco é bem mais embaixo. As pessoas não percebem o quanto são manipuladas diariamente. Gostaria de verdade que este programa, assim como A Fazenda saíssem do ar, mas pelo visto isso não vai acontecer tão cedo, e já se falam até em um novo programa nesse estilo surgindo no sbt. O mais ridículo, é a própria emissora tentar usar os participantes como bodes expiatórios. Não tenho preconceito quanto a ex-bbb, pois são seres humanos como todo mundo, mas se tem algo que aquele programa não é, é um reflexo da realidade.

Jade Amorim disse...

Oii!

Menino, que susto tu me deu! Mas ainda bem que foi só uma brincadeira de mal gosto. Dos males, o menor.

Quanto a esse caso do bbb, eu fiquei chocada. Nem cheguei a acompanhar os primeiros dias e decidi que não chegaria a fazê-lo.

Expus muito minha opinião e acho que a guria devia ter sido expulsa também. Afinal, santa não é, né? Foi ela que arrastou o cara pro colchão e talz.

Estou anciosa para seu proximo post. Estou doida atrás de novidades da blogsfera.

Beeijos.

Amanda Silva disse...

Perda de tempo esse programa.