sábado, 8 de dezembro de 2012

Que delícia!



Da série "fatos aleatórios do dia":

Hoje à noite saí pra dar uma volta com meu amor e foi tudo muito lindo como sempre. Até que na volta estou lindo e sensual caminhando na rua quando duas mulheres (MULHERES) dirigindo um carro vão passando com o carro bem devagar do meu lado. Eu, como um homem comprometido e fiel que sou, nem dei moral. Mas não tive como evitar o olhar quando as duas gritam antes de arrancar com tudo dali:

- "EI, SEU GOSTOSO!" - e riem alto, indo embora imediatamente.

Isso tudo com uma penca de gente atrás de mim e outra penca à minha frente. Olha, não sei se eu fiquei constrangido, se eu fiquei com vergonha, se eu fiquei triste ou se fiquei feliz por ter sido chamado de gostoso. Eu não costumo ser chamado desse adjetivo um tanto quando peculiar. Sempre sou o "fofo" ou o "lindo" ou até o "xi bebê da mamãe". Agora gostoso? Como diabos eu devo me sentir quando sou chamado de gostoso? Como vocês se sentiriam se alguém gritasse "EI, GOSTOSA" ou "SEU GOSTOSO!" em alto e bom som no meio da rua?
Eu me acho lindo, até porque se eu não achar ninguém mais vai achar e eu me amo. Mas não sou o tipo de pessoa que atraia olhares desejosos ou coisa do tipo. Sou gordo, sou sedentário e não tenho nem vergonha nessa cara de estar falando tudo isso, mas sou sincero acima de tudo e admito que eu poderia ser um pouquinho mais cuidadoso comigo mesmo. Só que eu não tenho culpa de x-tudo e milkshake serem tão maravilhosos e tentadores, tenho? Dou graças a Deus por ser alto e conseguir disfarçar um pouco tanta gordura nesse corpo porque olha, não está fácil.
Mas enfim, voltando ao assunto de ser chamado de gostoso, ainda estou aqui raciocinando que diabos essas mulheres enxergaram em mim. E ainda estou tentando desvendar como eu me senti. Foi um mix de "estou me sentindo uma puta de esquina" com "OMG! Existe gente que me admira num sentido sexual" com "WTF???" com "socorro, me enterrem" e com uma pitada de "Estou podendo nesse grau?". No final das contas, eu acho que isso fez bem pra minha consciência, porque voltei para casa com um sorriso de orelha a orelha.
Até que esse incidente serviu para alguma coisa: resolvi aceitar um pouco mais os elogios (sem ser os dos meus amigos e dos meus parentes). Mesmo que eu me sinta uma puta de esquina sendo chamada de gostosa por dois caras num carro, porque não basta só ser gostoso. O mundo tem que saber disso, só para variar.

4 pseudocomentaram:

Jota disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


SEU GOXXXXTOSO!
Ah, sei lá, é constrangedor, sempre!

Erica Ferro disse...

Na boa, eu ia ficar mortinha de vergonha, mas disfarçaria bem na hora, mentalizando a frase "não foi comigo, não foi comigo, não foi comigo...". hahahaha

Sacudindo Palavras

Larissa V. disse...

"estou me sentindo uma puta de esquina" HUAHUHUAHU desculpa, eu ri, porque se acontecesse comigo eu ia me sentir exatamente assim!
Não sei se é um problema meu, mas eu sempre desconfio quando uma pessoa me elogia, independentemente da forma. Mas é bom uma moral né, dá uma levantada no ego xD
besos!

Tay disse...

Gostoso. <3 hahahaha amigo, é engraçado quando essas coisas acontecem!!