domingo, 27 de novembro de 2011

I'M BACK! PELA 327893263 VEZ!

OI, GENTE! Olha quem resolveu aparecer!

Se eu fosse só contar para vocês tudo o que anda acontecendo em minha vida, esse post teria uns 320938293 parágrafos e imagens. Mas antes de tudo e qualquer coisa, quero me desculpar pela ausência daqui, deste refúgio particular que vocês mantém com as visitas e os comentários, mesmo quando eu sumo dele (só pra constar: meus seguidores aumentaram neste período e os comentários à la "Ti, cadê você?" extrapolaram as barreiras da caixinha após o post para comentar e ganharam até a vida real, acreditam? Na universidade, conheci uma galera que lia meu blog e que, percebendo meu hiatus, cobrou muito pra que eu voltasse logo! hahaha). Pois então, um SORRY da duração desses dias todos que desapareci pra vocês. E um beijão com gostinho de gratidão para todos aqueles que me pentelharam no Facebook, no Orkut (ele ainda existe kk), no e-mail (não postei aqui, mas continuo recebendo relatos de pessoas loucas pelos meus conselhos - e pela pseudopsicologia!) e como já disse, pessoalmente.
Ok, uma vez pedido o perdão, vamos aos fatos porque eu sei que vocês estão loucos pra saber o que aconteceu comigo nesse tempo e eu vou logo adiantando que a maior parte desses acontecimentos se resumem a uma coisa: UNIVERSIDADE.
Gente do céu, vocês não fazem ideia (ou fazem?) do que é a vida de universitário. Ou melhor, a NÃO-vida de universitário, porque minha vida social mandou beijos de algum lugar do além desde que começou a maratona louca de estudos, atividades, seminários, provas e mais estudos. Minhas disciplinas (me recuso a chamar disciplina de "cadeira", sorry society) deste semestre foram todas um amor só. Mentira minha. Tive mágoas tremendas com o que vi nesse semestre em Introdução à Filosofia (ODEIO filosofia, beijos) e em Leitura e Produção de Texto I (mágoa triplamente maior, porque quebrei a cara com o conteúdo e com a professora, que é uwó). Mas em compensação, o resto todo foi/tá sendo (oi? o semestre ainda não acabou?) muito amor <3 Introdução aos Estudos Linguísticos (ODIEI a parte histórica, mas amei conhecer Saussure! E a professora é uma querida também s2), Língua Latina I (se o professor não faltasse tanto, ia ser minha favorita), Introdução à Língua Francesa (não preciso dizer nada, né? Francês é francês <3), Introdução à LIBRAS (achei que seria O FIM essa disciplina mas tô A-MAN-DO. Fora que já tô BFF do professor! hahaha) e a maior surpresa de todas, Teoria Literária I (não entrei em Letras por causa de literatura, mas o professor fez com que eu começasse a gostar. O inferno congelou.), compuseram minha grade cool do semestre. Estudei MUITO, fiz montes de provas, apresentei vários seminários e aprendi MUITA coisa, mesmo.
Ainda no campo "estudativo", não sei se cheguei a comentar com vocês, mas ganhei uma bolsa para cursar inglês básico também na universidade, por conta de um projeto de extensão. E taí outra surpresona. Não imaginava que fosse curtir tanto inglês como estou curtindo. Ainda acho meio complicado, mais que francês, mas isso não me impede de estar achando ótimo o curso, a língua, tudo! Serão quatro módulos/semestres, e creio que até o final eu vá aprender pelo menos a me virar se me jogarem nos EUA. hahahaha
Vou encher mais o saco de vocês e continuar falando da universidade, rs. A convivência do dia-a-dia me fez conhecer gente de tudo que é curso: relações internacionais, história, direito, medicina, enfermagem... E foi conhecendo esse povo todo que eu fui descobrindo que existe uma competição EXTREMA entre áreas do conhecimento. Exemplo: os fubá de medicina se acham mais que os de farmácia, que se acham mais do que os de enfermagem e por aí vai. Achei isso tão feio! Nada a ver entrar num curso só por causa do status que ele te dá. Estou num dos cursos mais bem estruturados de toda a universidade e nem por isso saio por aí me gabando. A gente nota essa rixa toda entre esse pessoal no Restaurante Universitário (mais conhecido como R.U, o ponto de encontro de toda a universidade <3), quando um não se mistura com o outro porque faz tal curso ou porque só passou na 32789328073 chamada do vestibular. Juro, já fiquei sabendo de coisa do tipo e me segurei pra não ir falar umas boas verdades na cara do fulano e da fulana que saíam dizendo isso por aí. MÃSSS como eu sou uma pessoa muito linda e cheia de phynesse, lógico que não perdi meu tempo com aqueles ridículos.
E FALANDO EM RIDÍCULOS SÓ QUE AO CONTRÁRIO, socorro, cadê o povo bonito daquela universidade? As raríssimas exceções ou são comprometidas ou são comprometidas, pode? Claro que não tem só tribo fu, né, mas bem que o casting daquele lugar poderia dar uma repaginada. Pelo bem dos meus olhos.
E por fim, mais um motivo para a minha ausência daqui: SOU-REPRESENTANTE-DE-TURMA. Tudo cai pra cima de mim. Quando estou na Unifap, meu nome é que nem doce na boca daquele povo. AMÉM que eu não criei intriguinhas com ninguém ali naquela turma (apesar de ter promovido várias sem querer kk) e espero que tudo continue como está. Conheci tanta gente legal nesse semestre, mas tanta que nossos planos já ultrapassam a duração do curso. hahaha Qualquer dia desses postarei fotos da galera pra vocês verem como são uns lindos os meus colegas S2
OK, falei tudo o que tinha pra falar de universidade OPS NÃO FALEI NÃO ainda falta uma coisa, uma reivindicação ao Sr. Tempo: PRECISO DA MAIORIDADE. Grato.
Agora sim, NEXT PAUTA.
-
Minha vida amorosa: um desastre. Explico melhor num outro post.
-
Minha vida social: outro desastre. Vocês já sabem o porquê.
-
Minha vida internáutica: meu maior desastre. Tô sem notebook e tendo que acessar a internet do meu celular ou então ficar uma ou duas horas no computador. TORÇAM MUITO pra que eu arrase nesse final de ano e fique rico pra poder comprar um novo e voltar a blogar como antes pra vocês, seus lindos!
-

Nesse meio tempo: tive experiência de quase morte, chorei vendo um filme pra aula de LIBRAS, me apaixonei e me lasquei, meu afilhado, filho da minha melhor amiga, nasceu, descobri coisas que não deveria ter descoberto e fiz gente sofrer (com razão), participei de eventos que só reforçaram ainda mais a minha paixão pelo meu curso, o cansaço virou meu sobrenome, senti MUITA falta de vir desabafar aqui com vocês e de ler os comentários lindos de todos (e até de tentar mexer em HTML eu senti falta), criei responsabilidades, criei dívidas, paguei dívidas, constatei que NECESSITO ser maior de idade pra ONTEM, me viciei ainda mais em Glee, conheci cantores e bandas novos (oi Coldplay e Porter, tudo bom com vocês?), cresci e emagreci (nem parece, mas eu senti a diferença e minha mãe também, então tá valendo) e SIM, EU ESTOU FELIZ COM ISSO TUDO. Posso reclamar, posso espernear, mas não adianta: era disso que eu estava precisando. De uma vida nova. E ela acabou de começar!

-

Galera, ainda não garanto meu retorno total pra cá, porque o semestre ainda não acabou, como bem disse ali em cima. Ainda tenho provas finais para fazer e tirarei mais essas duas semanas para estudar loucamente. Em compensação, fica aqui uma promessa: nestas férias, me organizarei completamente para o próximo semestre. Não posso mais deixar o A Pseudociência abandonado assim, sem mais nem menos! Consta já na minha resolução postar no mínimo uma vez por semana e tirar um dia por semana para retribuir visitas/responder comentários/visitar blogs novos. Fora que ainda pretendo mudar o layout do blog e renovar aquelas páginas que já estão empoeiradas, creio.
No mais, é isso! Espero que vocês me entendam e que minha falta esteja compensada com este texto! Ah, e não esqueçam de visitar o www.oquantoquiser.com.br que tá cheíssimo de novidades e a galera de lá também é superlegal! Corram!

Até breve,