sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Um tal de destino .





" Temos o destino que merecemos. O nosso destino está de acordo com nossos méritos. "
                              
                                                                                                [ Albert Einstein ]



Certa vez, me deparei com uma situação, no mínimo, intrigante : fui visitar uma amiga e ela estava jogada no chão do seu quarto, olhando fixamente para uma folha de papel, parecendo uma receita médica, chorando de se acabar e gritando " eu quero morrer " incessantemente. Perguntei porque ela se sentia daquele jeito e recebi a folha de papel e uma frase que jamais imaginei ouvir da boca desta amiga:

 - Eu tô grávida.

Mil coisas passavam pela minha cabeça até o momento em que ela enxugou as lágrimas do rosto e disparou a seguinte frase, para então se calar e dormir em meus braços:


- Destino. Tudo culpa dele. Porque esse destino é tão cruel com a gente?


A partir deste dia, nunca mais fui o mesmo. Passei a visualizar as coisas de uma maneira totalmente diferente de como eu via antes. Percebi que o destino faz o que lhe é correto e o que seria conveniente à nós. Creio que se alguma coisa de errado vier a acontecer conosco, não importa qual seja esta coisa, ela tem um fundamento. Uma moral. Recordo-me das infinitas vezes em que me trancava no quarto e chorava, reclamando do destino, por ele ter feito meu dinheiro sumir, por ele ter me feito cair no meio do refeitório, por ele ter me feito perder a prova de física valiosa. Tudo isto teve uma consequência, para bem ou para mal. O tempo é aliado do destino. Se eu perdesse hoje minha carteira com mil reais, não entraria em estado de coma como teria entrado antes, de tanto me lamentar. Sei que há males que vem para o bem. Me dei conta de que somos merecedores do futuro que nos é reservado. Não fazemos nada por não merecer. Pode aé ser que você consiga o mérito por algo que não cumpriu. Mas o contrário jamais acontecerá, queira você, ou não.
Destino. Futuro. Senhor do tempo. Controlador da vida. Impulsor de sentimentos.
Agradeço por ter se colocado perfeitamente em minah vida. Por ter me feito acreditar que se deve merecer o que ganhamos, desde pequeno. Que nunca devemos dizer que o destino é cruel, por mais dura que seja a situação que ele lhe impôs. O destino não fará algo que lhe aflija por vontade própria.
Agora sei que sou uma pessoa melhor. E que o destino reservará somente o que eu precisar.

E o que eu merecer.





Pauta para o Post It - 28 edição : Albert Einstein.

 
***


Ooooi, galera!
Bem, este texto me emocionou. Não tenho bem ideia do porquê, mas tenho minhas suspeitas. Me fez lembrar de fatos que já deveriam ter sido apagados de minha memória, mas enfim, que ele deixe vocês pensando sobre o que fazem para merecer o destino que lhes é reservado.
Tá chegando o natal e eu tô louco pra ganhar presente! Aliás, quem não quer? Rs. Quero que me contem como anda as férias e como foi o fim de ano de vocês, hein? Hehe.
Como tô aproveitando ao extremo minhas férias, não poderia deixar de citar uma coisa: não deixem de conferir o cinema. Assisti diversos filmes nos últimos dias e me surpreendi com o quanto me divirto! E Lua Nova não em decepcionou, foi fiel à obra. Recomendo. E pras garotas, Taylor Lautner não deixa mesmo a desejar. Rs.
Outra coisa: por incrível que pareça, esta temporada de Malhação tá me satisfazendo. Enfim, uma pra me alegrar! Recomendo também, pra quem tem identidade, tema principal dessa temporada. #MERCHANDISING
Ah, e iria adorar que vocês votassem muito, mas muito mesmo na Erica Ferro no Melhores do Ano do Blorkutando. Ela merece, gente! Cliquem aqui e aqui e votem mesmo!

Última observação: gostaram do novo layout? Eu amei *-* não resisti quando vi e mudei sem pensar duas vezes!


Beijos, abraços e até a próxima!

2 pseudocomentaram:

l a l a h disse...

Concordo totalmente com a frase do Einstein, ela já disse tudo. Vamos colher o que plantamos, as vezes as coisas vão ser ruins, mas se tiver plantando coisas boas, tempos melhores virão.

Erica Ferro disse...

Ah, eu gostei da sua pauta!
(...)

Quero presentes de natal também; a preferência é livros, huehuehe.
Bem, você sabe que eu só NADO nessa vida, né? Então não tenho nem muito o que contar, hahaha.

Tô precisando ver uns filmes, viu? Mal assisto; isso devo ao vício na internet.

E preciso dizer que AMOOOOOOOO a sua SUPER propaganda pra mim?
Hehehe...

Adoro você, Tiêguinho.
Beijinho.