domingo, 11 de março de 2012

Piloto automático


Poucas vezes na vida tive tanta emoção a ser vivida de uma vez só. Foram tão poucas as vezes que consigo contar nos dedos quando meu coração deu solavancos sucessivamente. Confesso que sou fascinado por esse tipo de sensação frenética, que não quer saber de parar e que não está nem aí se você quer dar o stop ou não.
Pode até parecer loucura que alguém goste de viver assim, plugado numa tomada de 220v carregada de emoções, mas não me imagino de outro jeito; só aproveitando cada momento, cada oportunidade, sem aquele receio chato do fim das coisas. Não consigo me idealizar esperando por tudo como uma adolescente que aguarda ansiosamente o seu príncipe encantado chegar na porta da sua casa em cima de um cavalo branco. Aliás, a ideia de esperar por algo que eu sei que só depende de mim parece-me um tanto absurda. Como aguardar para comemorar um beijo e um pedido de namoro depois de séculos numa dúvida ou uma nota boa naquela disciplina complicada sem antes correr atrás de tudo isso? As pessoas pensam que ir atrás daquilo que lhes provoca emoções é cansativo, difícil, complexo. E acham tudo isso sem nem tentar, sem nem ter vivido dessa maneira. Sem sequer iniciar o caminho que lhe fará chegar até as sensações que as farão sentir vivas de verdade!
Sentir o controle da situação é bom, mas não é o suficiente porque você fica preso naquele posto sem chance de substituição. Não tenha medo de se permitir, de deixar sua vida no piloto automático. Cansei de achar que a razão me levaria onde eu sempre quis chegar. Cansei de pensar que se levar pelo momento é certeza de cara quebrada. Tive que errar para entender, mas finalmente a ficha caiu: receber uma descarga elétrica de emoção ao ganhar um abraço daquela pessoa especial para você e que lhe faz esquecer de tudo de ruim que lhe aconteceu durante o dia não terá um fim no momento em que os dois corpos se separam. Aquele instante, se aproveitado, poderá durar para o resto da vida, muito malém do que alguns segundos sentindo o calor de outra pessoa.
Se você se permitir nas horas de emoção, tendo prudência, só tem a ganhar. Deixe a vida lhe levar!

***
Amanhã recomeçam minhas aulas na universidade. Desejem-me boa sorte! E o texto está todo retardado porque fui o escrevendo em vários momentos da semana. E adorei fazer isso! Espero voltar logo! Até a próxima!

4 pseudocomentaram:

Thamy disse...

Tõ tentando aprender a me levar pela emoção, porque a vida inteira sempre fui muito movida pelas razão, sempre fazendo o que era moralmente certo e aceitaval. Cansei, não preciso ser uma barbie, ser perfeita.

Assim que conseguir levar a vida pela emoção, em equilibro com a razão, te conto os resultados.

Thaina Farias disse...

"só aproveitando cada momento, cada oportunidade, sem aquele receio chato do fim das coisas." Adorei isso!
Querido, bom retorno às aulas. E muitas surpresas, muitas coisas boas pra você. Beijos!

Emilie S. disse...

Eu sempre vou à 40km/h
Sem ultrapassar...

André disse...

Trilha sonora para o Piloto Automático
http://soundcloud.com/tetoemuro/teto-e-muro-piloto-autom-tico