domingo, 22 de janeiro de 2012

Cadê a blogosfera que estava aqui?

Quando eu entrei no mundo dos blogs, em 2007 (fim de 2006, início de 2007), tudo era novidade e aquilo era o boom do momento. Famosos começaram a utilizar da nossa amada ferramenta de expressão para interagir com os fãs e para desabafar quando necessitavam; outros já usavam seus diários cibernéticos afim de conquistar a fama e a popularidade. E havia os que, assim como eu, faziam de seus blogs vállvulas de escape do mundo, do duro mundo real. No começo, esse microcosmo foi um tanto quanto complicado, ainda mais que eu nunca tinha tido amigos confidentes o suficiente para que eu pudesse contar tudo a eles. Mas aos poucos fui pegando o ritmo da coisa e, em dois anos, já colocava a necessidade de blogar dentre as minhas essenciais. Nesse meio tempo, descobri que eu também teria leitores legais e fiéis, amigos e conselheiros capazes de me entender mais do que qualquer outra pessoa; descobri que do mesmo jeito que existem pessoas boas e generosas, existem péssimas pessoas vagando pelo blogosfera e descobri ainda que nós criamos um laço de união com nossos livros a céu aberto. Com o passar do tempo, fui evoluindo e vendo que o blog só me ajudava cada vez mais nesse processo de crescimento (só a título de curiosidade, experimentem ler meus textos do início do blog e retornem para os atuais).
E foi pensando desse jeito, dessa forma, dessa maneira que cheguei a incríveis cinco anos de blogosfera. Digo incríveis porque a maioria abandona o barco no meio do caminho por acreditar que está velho demais para o "ofício" de blogueiro ou qualquer outro motivo fútil. Durante esse tempo todo por aqui, vi blogs ascenderem na mesma velocidade em que decaíram; vi blogueiros sensacionais achando que não sabiam mais escrever e que mudavam de blog como mudavam de roupa. Partindo deste ponto, ano passado, antes das aulas na universidade começarem, parei para avaliar o que de fato poderia ter acontecido com o mundo dos diários vrtuais, pois inexplicavelmente o número de blogs/blogueiros bons, éticos e responsáveis despencou. Tudo num ritmo frenético, como se de repente os blogs tivessem deixado de ser tão importantes quanto eram a quatro, cinco anos atrás. Não só eu como vários outros amigos blogueiros também notaram que há algo de errado com a superfície em que nós, detentores de blogs, compartilhamos e vivemos.
Não sei se eu posso jogar a culpa em cima da praticidade de novas redes sociais como o Twitter e o Tumblr que, honestamente, ridicularizaram o que eu entendo e chamo de 'escrever' ou se culpo os blogueiros por não terem pulso firme para lidar com seus instrumentos de trabalho/prazer/lazer. O que não se pode admitir, independente de culpados e inocentes, é ver a blogosfera sucumbindo ao tempo sem que ninguém faça absolutamente nada a respeito. Quer tuitar? Tuite. Quer reblogar? Reblogue. Agora quanto a blogar, é bom rever conceitos antes de sair cuspindo asneiras e agindo como babacas, sendo em posts, seja em comentários à la "oi, amei seu blog, me segue, beijos www.idiota.com". Vamos ressuscitar o que já foi a blogosfera um dia! Vamos reverter essa situação começando pela humildade e pela sensatez, peças-chave na vida das pessoas mais completas que existem: os escritores.

***
Oi, seus lindos! Todos bem?
Falei que ia voltar mais cedo e voltei mesmo, sou sincero sim ou óbvio? hahaha Pois é, acordei sexta-feira com essa ideia sobre blogs e blogosfera e como isso tudo mudou desde que eu comecei a lidar com os blogs até agora. Juro que parece mentira o tanto de coisa ruim que a gente acha por aí e que o povo não tem nem vergonha de manter. Eu hein, deveria ser pecado blogueiro sem noção :~~
Ah, nem conto a última pra vocês: ontem minha conta do Twitter foi invadida por um imbecil que disse que eu tinha sofrido um grave acidente e que eu corria risco de vida! :O Se não fosse a Jeniffer me ligar, eu nem teria me tocado de nada! Deixei, mesmo que indiretamente, um monte de gente preocupada sem razão e fiquei péssimo com isso. Peço até desculpas pela milésima vez pelo transtorno! Nem dá pra acreditar que, com tanta coisa interessante no mundo, uma pessoa vá se divertir ferrando com a vida dos outros. Nada a ver ;/
Anyway, é isso. Espero voltar gatíssimo com um novo texto pra vocês logo mais! :D E eu não tô morrendo nem nada do tipo, ok? hahahaha #fail Ah, e me adicionem no Orangotag e no Skoob, quem tiver!

Do seu escritor-aspirante,

17 pseudocomentaram:

Felipe disse...

Acho que eu sou do tipo de blogueiro que troca de blog que nem troca de roupa. Eu gosto muito de escrever e vou trabalhar numa área em que isso é essencial e foi por causa disso que algum tempo atrás que eu comecei a escrever em blogs. Eu escrevia e parava. E fica assim até hoje. Mas eu estou tentando mudar.
Concordo com você, muita gente abandonou a blogosfera e foi para o Twitter e o Tumblr, talvez isso tenha acontecido pela praticidade desses redes sociais.
Escrever nem sempre é fácil. E como uma professora da minha faculdade disse uma vez: "Para escrever não precisa ter inspiração. Escrever é praticar, ter trabalho."

Lays. disse...

De fato, a blogosfera se perdeu.
Eu me perdi com ela, mas algo em mim nunca deixou eu excluir meu primeiro blog, o qual eu sempre estou tentando ressuscitar.
Minha vida foi mudando e eu achei que havia ficado sem tempo, mas a verdade é que tempo eu tenho, só estava dedicando para coisas erradas.
Quero ressuscitar minha vida de blogueira, era uma época tão boa, tantas idéias e reflexões surgiam à partir da leitura dos blogs que eu seguia.
Fico feliz que ainda esteja na ativa :)
Postagem fantástica.

Patinha disse...

Bom sabe que não fui só eu quem pensou nisso! E olha que tenho blog desde 2004 no falecido weblogger... Reparei outro dia que dos 67 seguidores que tenho no meu blog apenas uns 10 ainda postam alguma coisa. 57 sumiram e dá um dó de entrar em um blog amigo e não saber mais do paradeiro dessa pessoa? Uso o twitter, tentei o tmblr, mas uso o meu blog como algo mais íntimo, desconhecido dos amigos reais.. rs Sinto saudades de guerrinhas, chats malucos e outras coisas que eu vi e se perderam... Mas, como tudo vai e volta quem sabe um dia eles voltam a escrever.... ;)

Bia disse...

E olha a gente com o mesmo pensamento again, ultimamente estava exatamente pensando em como é triste entrar no blog, ir na barra dos "Blogs que estou seguindo" e ao tentar abrir algum aparecer o aviso do blogger de que o tal blog não existe mais ou então o blog até abre, mas com o detalhe de que o post é de janeiro do ano passado, e pior ainda é saber que essa pessoas postava textos maravilhosos e com muita frequência. Eu confesso que desanimei de uns tempos pra cá, minha imaginação titubeou comigo e tenho escrito coisas bobas e não tem saído nenhum texto que preste hahaha mas de qualquer forma tô mantendo o blog, porque acredito que uma hora eu me 'encontro' e volto a escrever que nem gente e meu blog me acompanhou no meu momento mais triste que foi a época da minha mudança de cidade em que meu blog era meu escape de sofrimento, ou seja, me desfazer dele seria me desfazer de um tudo da minha vida.
Beijos, Tiê!

Ps:Blogs são tudo de bom inclusive porque te conheci através do seu e hoje você é um amigo/irmão pra todas as horas :D

Thai Nascimento disse...

Criei o blog há menos tempo que você, mas percebi a mesma coisa. Acho que qualquer coisa que a gente faça mais pelo prestígio ou pelos outros do que por nós mesmos cresce rápido e acaba mais rápido ainda nessa internet. Quem criou um blog - ou qualquer outra coisa - pra ter uma "válvula de escape do mundo" continua usando isso com a mesma dedicação que o motivou a começar. Porque do jeito que o mundo tá doido, não dá pra abrir mão de uma coisa dessas, certo?

Jeniffer Yara disse...

Eu percebi essa mudança na blogosfera, que mudança drástica! No começo eu criei um blog justamente pela fama que ele tinha com pessoas famosas usando e com a minha vontade de criar um diário virtual, e fui crescendo aos poucos, depois de um tempo longe daqui, quando voltei percebi que a blogosfera não é mais a mesma, principalmente depois do Twitter e do Tumblr, com certeza, muitas pessoas abandonaram seus blogs por essas duas redes sociais, e infelizmente os que sobreviveram aqui ficaram desanimados com seus blogs e alguns abandonaram, outros mudaram de endereço,enfim, espero que a blogosfera não acabe tão cedo, que venham novos blogs, e blogs éticos e bons, por que o que mais vejo por aí são blogs a lá revista Capricho, fúteis e cheios de modinhas e post's sem noção '-'

Sorte para nós blogueiros o/

Beijos

Babi Farias disse...

Também já tratei um pouco desse tema e acho que, hoje, seja de caráter obrigatório todo blogueiro iniciante ler a respeito - por quê criou um? E como devo me portar diante de outros blogueiros? Tem muita gente nonsense.

Diversas vezes, eu mesma me peguei perguntando qual era a importância de ter um blog e outras tantas pensei em me desfazer do meu... Mas, sabe, é bem isso. Clichê, mas escrevo para me libertar e não para agradar os outros. A vida muda, o tempo diminui, mas lá está ele. Ativado com uns poucos textos dependendo da época, porém mostrando a que vim. rs

Beijos, Ti!

Jota disse...

Confesso que deixei o facebook tomar conta do meu blog. Eu comecei a blogar mais pra melhorar meus textos e tenho certeza que consegui. Depois virou uma paixão e não dou meu neném por nada nesse mundo AOEIOAEIAOIEOAIEOAEI

Concordo com você. Saudade dos blogueiros cheios de opinião e com vontade de dar a cara pro mundo bater.

Abração!!!

Jade Amorim disse...

Oi Tiêgoooo!

Eu concordo plenamente com você, acho até que um dos motivos para eu ter desanimado da blogsfera era a falta de ter algo interessante para ler.

Ou melhor, muita pouca coisa interessante para ler.

Mas vamos que vamos. Estou atendendo ao seu chamado e cá estou, transformar a blogsfera num lugar de gente de talento.

Beijos.

Tayse Cruz disse...

Bom, como eu não tava aqui a 5 ou 6 anos atrás, não sei como avaliar a atual blogosfera. Mas vejo os blogueiros falarem que esse 'microcosmo' já teve dias melhores.
Concordo com você nessa parte de que as rede sociais estão degradando o sentido de blogar, mas acredito que não seja só isso, a sociedade se perdeu de uns tempos pra cá e isso reflete no que nós escrevemos. Mas de qualquer forma, tamos aí pra vÊ no que vai dá, e também pra tentar salvar a blogosfera.
Beijo, adorei o texto!

Ana Seerig disse...

Pois é, poucos blogs novos valem mesmo a pena ser lidos... Também tenho notado essa mudança e lamentei o abandono de alguns blogueiros bons. Já fiz um texto sobre isso e dia a dia vou estando mais certa dessa perda da blogosfera, o que muito lamento. Mas felizmente ainda mantenho contato com muitos amigos que conheci através de blogs, apesar de eles não terem se mantido pela blogosfera, ao mesmo tempo em que de vez em quando me surpreendo com um blog e, o mais importante, um blogueiro que merece atenção...

Dayane Pereira disse...

Thi, vc falou tudo!
Eu já fiz um post desses, pois também fico indignada com o que anda acontecendo na Blogsfera. Antes era prazeroso zapear pela net e encontrar blogueiros de verdade, que falam de suas vidas, de seus pensamentos, mesmo que sejam besteiras. E hoje os blogs viram pseudo sites de noticias, de fofocas das celebridades, vc não consegue mais encontrar o blogueiro, a pessoa que esta por trás! E a graça é essa, encontrar em cada linha uma pessoa, com sentmentos, opnião, alguém de verdade. Essa á a característica do blogueiro, senão seria apenas mais um site qualquer.

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Feliz por encontrar pessoa como você que gosta de escrever.Achei interessante demais seu blog.Espero retornar mais vezes.
Um grande abraço
Se cuida

Iasmin Cruz disse...

Adorei seu texto, espero assim como você chegar aos 5 anos na blogosfera.
Tendo ela com seu real valor;

http://iasmincruz.blogspot.com/

Thaina Farias disse...

Confesso que já abandonei blogs por achar que eu não sabia escrever. Não sou muito frequente no blog, mas hoje já entendo essa minha necessidade de postar algo, de me expressar. Curto muito os blogs que sigo, os blogueiros que conheci e acho que no teu texto, você disse tudo. Hoje em dia as coisas estão muito corridas, ninguém quer mais perder tempo digitando textos, se interando com outros blogueiros e etc. Uma pena. Pena mesmo.
Só sei que eu continuo com meu blog, continuo interagindo, porque amo muito tudo isso, rs.
Beijos, Tiêgo.

รяª Nathalia disse...

Eu tenho percebido essa carência de lealdade dos blogueiros para com seus blogs.
Sempre á cada Um mês, faço uma faxina, deixo de seguir muuuito blogs que estão desatualizados á mais de 3 meses.
E o pior é que os blogueiros não deixam avisados o motivos do sumiço, isso é falta de respeito.
Aind bem q tu está vivo o/ o/ kk

Um Beiiijo.

Camila Couto disse...

ótimo post.