quarta-feira, 20 de julho de 2011

Anseio, medo, receio…

Nas próximas duas semanas, viverei emoções completamente diferentes, porém não menos marcantes: participarei de um encontro de jovens de uma igreja evangélica/protestante (i’m católico, só pra constar nos autos) e começarei de verdade a estudar na universidade. Não posso descrever a ansiedade para ambos os eventos, tampouco as expectativas para cada um deles. Mas preciso confessar: rola um certo medo de com o quê eu vou ter que lidar. Já passei por isso outras vezes, mas parece que a cada próxima vez, vivo tudo em tripla intensidade do que na vez anterior. É complicado.

Não sei se já aconteceu com vocês, porém comigo é sempre assim: o medo do novo me cega. Eu quero enxergar o lado bom daquilo que virá e só me vejo no meio de um bando de estranhos, sendo apontado e rejeitado pelos demais. Isso tudo me faz sentir tão despreparado e desconfortável nessas horas que chego a pensar bem antes de enfrentar o que vier pela frente. Insegurança? Receio? Talvez, quem sabe. O que eu não sei é como lidar com isso. Eu confio em mim, sei que tenho capacidade de lutar e vencer, mas aí vem aquilo que até então para mim era abstrato. E com ele, sua enxurrada de coisas assustadoras e amedrontadoras, simplesmente extinguindo toda e qualquer esperança que eu tenha de me dar bem naquele novo obstáculo a enfrentar.

Penso eu que isso deva ter algo a ver com tudo o que minha pessoa física demonstra ser. Ser o que não é. Qualquer um que me vê, que vê um monstro desse tamanho, não imagina que ele possa ter medos tão bobos ou comuns quanto os de qualquer outra pessoa. E eu, por passar essa impressão, tento mantê-la – mesmo sabendo que o certo mesmo seria dizer “oi, eu pareço ser um ogro mas eu tenho medo de sapos” ou algo assim. O que acontece me faz cair em contradição: me sinto ainda mais em pânico de acontecimentos importantes em minha vida. É como se alguém passasse uma borracha na minha confiança que tenho em mim. Nem eu consigo compreender o que se passa comigo.

Agora só me resta torcer para que dê tudo certo e para que eu possa controlar o medo e o nervosismo pré-encotro e pré-início de universidade, porque acho que só o tempo para me ajudar nesse “probleminha”. Ainda bem que essa história tem um lado bom: nasci com um certo dom para a comunicação. Aí quando chego nesses lugares, depois de morrer de medo no começo, trato logo de ir me enturmando. Porque eu posso morrer de medo de alguma coisa, mas solitário, ah, essa é uma palavra que eu já risquei há muito do meu vocabulário.

 

***

Oi, lindos!

Pois é, eu sei que vocês estavam esperando um post bem alegrinho e legal meu falando sobre o dia do amigo e bububu, mas do jeito que eu tô, ia acabar saindo umas boas verdades sobre o que eu acho de amizade e tudo e o negócio não ia prestar. Então resolvi expôr meu lado mais frágil pra vocês, que é bem melhor do que o meu lado ácido, diga-se de passagem. Falta pouco tempo para que a minha vida mude de cabeça pra baixo e eu tenho medo disso sim, não vou negar. Enfim, vocês podem achar meio bocó e infantil da minha parte, mas eu não tenho culpa de ser quem sou né ENTÃO.
Então, lindos, o que acharam do layout novo? Ficou bão? Ficou clean demais? Ficou nada a ver comigo demais? Podem se soltar nos comentários que eu tô bem aqui pra isso. E i’m sorry se eu não sei mexer com HTML, foi o máximo que eu pude fazer pra marcar esse novo período do A Pseudociência. Enfim, não sou muito de ligar pra aparências, gosto mesmo é de prestar atenção no conteúdo, caso não tenham prestado atenção, risos.
Enfim, creio que seja isso. Daqui a pouquinho estarei postando as páginas novas e reformuladas do blog e aí sim vocês terão o A Pseudociência novinho em folha! E muito obrigado mesmo, galera, pelo apoio incondicional que me dão por aqui! Vocês são incríveis!

Do seu escritor-aspirante,

Tiêgo R. Alencar

5 pseudocomentaram:

Deyse Batista disse...

Estou louca pra você começar o curso de Letras só pra eu ter alguém sobre quem conversar essas coisas! Eu fiz um novo blog que vai falar mais da minha vida, incluindo a universidade, então talvez a gente possa trocar experiências por lá, também :) É o: toque-dela.blogspot.com

Beijos, Tiêgo querido!

Italo Stauffenberg disse...

cara, o lay do teu blog tá show! simples, mas show! e tiego, que bom que vai começar tua facul! sorte calouro!

abração, saudades!

Jeniffer Yara disse...

Ahh Ti,esse medo todo é natural,sabes disso né? Mas você tem o dom da comunicação,da simpatia e do carisma,com certeza vai arrazar na facul,como arraza em outros lugares,eu tenho certeza.
Também tenho minhas fragilidades,e bom,acho que todos que lêem meu blog sabem disso,haha

Enfim,o layout ficou super clean,e eu gostei e muito.Amei as páginas *-*

Beijos

Jéssica Trabuco disse...

O nome assusta mesmo, acho que é normal.

Ana Lu disse...

Ei Tiêgo! Começos são sempre meio assustadores, mas dá tudo certo! =]
Pensa que tá todo mundo no mesmo barco.
Boa sorte, viu?
Ah, amei o layout novo!
Beijos