sexta-feira, 22 de abril de 2011

Felicidade… é tudo que se quer!

 

Eu conheço a felicidade.

Ela não tem sobrenome imponente, não sabe falar, não consegue ler tampouco dançar e é impossível fazer uma descrição física dela. Mas mesmo sem enxergá-la, sou capaz de senti-la – o que diga-se de passagem é muito melhor do que ver e tirar conclusões precipitadas.

A felicidade é uma dose intensa de tudo o que há de bom e que se pode sentir. Nada se compara à sensação de achar que é capaz de tudo, indestrutível, impassível a erros, apenas com uma gargalhada verdadeira. Não há como não querer sair pulando como se tivesse ganhado na loteria ao sentir aquele choquinho delicioso na alma que nos faz sorrir. Encontrar algo que se iguale/compare ao status “estou feliz” me parece um desafio dos grandes. Muitas vezes, pode nem ser uma razão extraordinária, como conseguir um emprego importante numa multinacional logo na primeira tentativa; pode ser um gesto mínimo, mas de coração, como um sorriso sincero ou um ‘bom dia’ caloroso quando acordamos sob raios e trovões. A felicidade é um sentimento bem curioso: não importa o motivo que a tenha ocasionado, pois ela sempre causará o mesmo efeito contagiante em nós. Mesmo que essa coisa curiosa seja muito relativa, uma risada gostosa e eufórica de felicidade independe do que for considerado motivo para tamanha alegria. Eu ganho o dia com um abraço apertado, o Felipe come uma barrinha de chocolate que o deixa contentíssimo e a Carla sai com as amigas para ser tomada por esta emoção fantástica que é estar feliz.

Agradeço muito a Deus por ter sentido e por sentir todos os dias que sou feliz, acima de todas as indiferenças que fazem a tristeza querer reinar absoluta. Seja com meus simples gestos de bondade tanto no trabalho quanto em casa, seja acessando a internet e navegando neste universo de possibilidades que ela nos proporciona, acabo não conseguindo resistir: a onda de alegria vem quase que instantaneamente. Pode parecer piegas, mas eu acredito sim que a felicidade se encontra nas coisas mais simples da nossa complexa existência. Porque afinal, deitar na cama à noite e acordar pela manhã respirando e constatando que estamos vivos já é um motivo e tanto para ficarmos felizes. Aliás, como seria a sentir a felicidade sem vida? Impossível, não?

 

Pauta para o Blorkutando – 134ª Semana: Felicidade.

***

Oi, gente!

Enfim dei uma aparecida por aqui pelo PS pra explicar a overdose de postagem dos últimos dias com uma palavra: INS-PI-RA-ÇÃO.
Não sei explicar ao certo, mas acho que escrevendo eu me liberto um pouco dessa coisa louca que anda a minha vida. Não tô reclamando de nada, muito pelo contrário. Tô até gostando, já é um treino pra quando começar a vida de universitário daqui a três meses. Mas não vou negar, trabalho em demasia feat. o francês feat. um namoro todo cheio de história estão me deixando meio pirado. Ainda bem que ao começar a escrever, tudo isso some da minha cabeça e as palavras por si só me invadem de felicidade. OPS, mais uma vez essa palavra linda nesse post alegre e que saiu num momento de total alegria, ao menos pra mim.
Hoje é sexta-feira da paixão e todos os anos eu sempre prometo mudar, ser uma pessoa mais legalzinha e tudo. Fui até a igreja hoje, rezei, pedi a Deus pra me ajudar a ter ainda mais paciência do que já tenho pra lidar com meus problemas. Agora é esperar pra ver se vou conseguir transformar esse eu tão desvirtuado da religião em alguém mais presente. EU SEI QUE NÃO PARECE MAS NÉ, EU ME IMPORTO SIM.
E o feriadão? Todos curtindo a folga deliciosa e que veio numa excelente hora? Espero que vocês estejam aproveitando, porque esse ano serão raríssimos esses momentos “mini-férias”, já constataram no calendário? Fui ver isso ontem, cara na poeira de quem conta com os feriados de sempre caindo nos finais de semana :/
E acho que é isso. Tô legal, numa vibe toda positiva e crendo que tudo vai dar certo! ~~TODOS OTIMISTA VIBRA~~ Ah, nem perguntei de vocês o que acharam da minha crítica de ontem! Gostei de fazer isso, aguardem por mais!
Como amanhã me atolarei de coisa pra fazer e o domingo provavelmente será cheio por conta da páscoa linda que é todos os anos na minha família, talvez eu não volte até segunda-feira. Então quero desejar a todos uma feliz páscoa! Muito chocolate, muita renovação e muitas calorias pra todos e todas!

Do seu escritor-aspirante,

Tiêgo R. Alencar

3 pseudocomentaram:

Jeniffer Yara disse...

Ah felicidade,uma palavra tão desejada por todos,mas que nem todos vivem ela.
Amei o texto Ti,e tô amando suas inspirações *.*

Aproveite você também a páscoa,coma muito chocolate e vamos aproveitar o feriadao \o/ haha

Beijos

Melanie Guedes disse...

Felicidade é mais que qualquer descrição com certeza, é algo tão contagiante que chega a ser estranho.

Outro dia, após encontrar um amigo que já não via há muito tempo, vida de universitária é sinistro (e vc também estará na faculdade em três meses! você vai amar, é muito bom ((: ), ele me disse assim:

- Você está diferente.

Sério, nesse momento eu esperava que eu dissesse que eu estava mais gorda, é sempre assim, mas não, ele disse:

- Você tá com um brilho diferente, tem pego sol? - E antes que eu tivesse tempo de dizer que não, ele mesmo se explicou. - Não, não é brilho de sol, você tá feliz!

Foi tão incrível, sabe, felicidade transparece e mesmo em meio a mil e uma dificuldades parece que tudo e você continuam a estar em paz quando se está feliz...

Amei o post, como sempre, boa páscoa! Beijocas, Mel

Nath disse...

Felicidade
Mais do que um estado de espírito
Mais do que um objetivo comum
É ela que faz com que alguns momentos sejam eternos