terça-feira, 7 de junho de 2011

“CRÍTICA: Insensato Coração, uma novela imprevisível”

 

Já faz algum tempo que comecei a acompanhar fielmente a novela das nove horas da Rede Globo e demorei propositalmente a escrever esta crítica. Com um enredo pra lá de inconstante e atores que entram e saem de cena na hora certa, “Insensato Coração” vem conquistando os telespectadores com sua trama cheia de reviravoltas e surpresas que os autores Ricardo Linhares e Gilberto Braga fazem questão de inserir a todo momento. A história dos irmãos Pedro (Eriberto Leão) e Leonardo/Léo (Gabriel Braga Nunes) e seus pais Wanda (Natália do Vale) e Raul (Antonio Fagundes) não agradou muito no começo, não. Além das brigas excessivamente chatas e desnecessárias que desvalorizavam o real potencial dos atores em questão (Antonio e Natália), não era sedutor ver sempre a mesma coisa terminar sempre do mesmo jeito. Até que Léo começa a mostrar que sua carinha de anjo é apenas um disfarce para o demônio que existe dentro dele. Todos acabam sendo vítimas de seus golpes, inclusive a própria família. O intérprete de Léo, Gabriel Braga Nunes, vem desempenhando seu papel com maestria, dedicação e é de um convencimento ímpar: a frieza e a impiedade do personagem assusta, como aconteceu semana passada na cena da morte de sua prima Irene (Fernanda Paes Leme), que morreu atropelada por Léo. A trama toda tem ambientações em diversos lugares, mas vale destacar a fotografia de todos os cenários. Em especial, no Rio de Janeiro, onde boa parte da trama vem se passando. Os núcleos “cômicos” da novela (cômicos entre aspas, pois nem sempre são tão engraçados assim) acabam roubando a cena em alguns momentos, como acontece no Horto, onde há o bar do Gabino (Guilherme Piva) e a casa da maluca Natalie Lamour (Deborah Secco) e seu irmão desmiolado Douglas (Ricardo Tozzi). Além disso, nomes de peso como Glória Pires (interpretando a vingativa Norma Pimentel), Lázaro Ramos (vivendo o designer de prestigío André Gurgel), Herson Capri (como o banqueiro e vilão história Horácio Cortez) e Camila Pitanga (como a diretora de marketing Carolina Miranda) também acrescentam um bocado à história que graças aos seus respectivos personagens tomou algum rumo apreciável. Nota dez também para os autores, para a inserção de temas atuais e que precisam ser discutidos pela sociedade, como a homofobia e o bullying. O ator Rodrigo Andrade, que vive o trabalhador e confuso Eduardo Aboim na história, está sendo de um destaque merecido, pela emoção dada ao personagem que acaba de descobrir sua atração por homens. E o núcleo jovem da novela não decepciona: Giovanna Lancellotti, a romântica e apaixonada Cecília, foi um gol de placa na seleção dos atores novatos; a atriz anda dando um show de interpretação, assim como Polliana Aleixo, a Olívia na trama. Poderia passar um tempão falando do lado bom da novela, mas tenho do que reclamar também. Certos atores, como Jonatas Faro e Paola Oliveira, são tão enfatizados e acabam nos frustrando com a automaticidade na fala e na expressão, enquanto as já consagradas Ana Lúcia Torre e Nathália Timberg não tem o prestígio devido – e garanto que não sou só eu quem pensa assim. Além do que a sucessão de mortes de algum tempo para cá foi de certo modo exagerada – posso até considerar necessária, devido aos baixos indíces de audiências registrados. E a demora no desenrolar da trama foi de uma demora assustadora – tamanha que cheguei a mudar de canal em alguns períodos. “Insensato Coração” parecia pouco promissora no começo, mas agora que todos estamos hipnotizados pelo acelerar do enredo e pelas crescentes surpresas, podemos aguardar por fortes emoções dignas de novela das nove. A imprevisibilidade de “Insensato Coração” está se mostrando uma grande aliada na busca pelo sucesso do trabalho. Já não deixo de assistir, e vocês?

14 pseudocomentaram:

Deyse Batista disse...

Mal tenho tempo pra assistir Insensato Coração, porque estudo à noite, mas o pouco que vejo, gosto bastante. Nem acho que a história foi masante, porque tudo que passa rápido sempre deixa vários pontos soltos... E aí quando o autor quis apressar, o que deu em resultado foi coisas tipo a gravidez de Irene, que seria IMPOSSÍVEL (tá que novela é ficção, mas não precisa fazer o telespectador de idiota). Enfim, dá pra assistir.

Beijos, querido!

Jeniffer Yara disse...

Eu tenho assistido agora a novela,por minha vó assistir,e ter algumas cenas que me interessam,mas vi o começo da novela,que realmente não me agradou,tanto que só agora,depois de alguns acontecimentos bons,como a reviravolta da Norma,as tramas do Léo,e a história do André e da Carol,que vim me interessar em ver. A novela realmente apelou com tanta morte,mas os assuntos polêmicos(homofobia e bullying)estão dando certo ao atrair telespectadores.

Amei sua crítica Ti *.*

Beijo

Ewerton[Thon] disse...

Não assisto a essa novela. Mas enfim, é uma trama de grande sucesso.
Obrigado pela visita.

Joana disse...

Sou completamente fora do assunto novelas porque não assito mesmo. Não gosto do enredo, os atores são normalmente muito fracos e o horário não encaixa com o meu.

Anônimo disse...

Isensato Coração é novela da insensatez. Onde quase tudo beira o inimaginário, com uma mostragem de situações, as vezes até infantis,onde reina tolices e maldades. Um galã arrogante(que a aparência não ajuda), que se dá ao luxo de esnobar mulheres jovens,lindas e deslumbrantes, alegando que, de acordo com seus critérios, não repete transa, mas depois se contradiz e acaba repetindo. Uma mulher despachada, decidida, que sabe o que quer,(Marina) de repente, cisma que o seu amado é um canalha, mas não usa de sua tenacidade, como em outras ocasiões, para buscar a verdade,e dar-lhe mais uma chance,mas muito pelo contrário, toma uma atitude imadura, e casa-se com o seu irmão bandido. Uma mulher que sai da prisão,(Norma) e do nada, casa-se com um milionário, sem que ninguém investigue antes a sua origem e o seu passado.Um casal respeitável(Raul e Carol) que trabalham para uma grande empresa,que vai para o motel, e deixam lá, esquecido, um contrato importantíssimo e vital para a realização de um grande negócio, e fica por isso mesmo.Enfim, é claro que a novela prende a atenção, mas, por outro lado, irrita, e as vezes até enoja, com algumas cenas e situações que beiram ao absurdo e a vulgaridade.
Como dizia aquele personagem, também de uma novela da Globo, Roque Santeiro. "Estou certo ou estou errado"?

Anônimo disse...

Eu realmente acho esse escritor completamente perdido na trama fez uma salada só.Além é claro de fazer tremenda apologia ao homossexualismo,agora todo mundo vira gay na novela rsrs.Não vejo novelas abordando assuntos como pedofilia etc.Acho que a globo deveria procurar um entretenimento melhor para as famílias brasileiras.

Maristela... disse...

Olá! Sigo vc no twitter e me divirto horrores com seus comentários sobre a novela.
Adorei o que vc escreveu assim, e a sensação é exatamente a mesma que tenho: de que Insensato Coração tem melhorado bastante e hoje, prende nossa atenção! Também tenho um blog, qdo puder, dê uma passadinha lá!

Anônimo disse...

É incrivel como a Globo pega pesado na apologia ao homossexualismo nesta novela que nunca teve tantos gays e gente virando gay, as novelas estão cada vez piores e inadequadas para familias, eu nem ligo mais minha tv para perder tempo com canais como a Globo, que só serve para encher a cabeça fraca e sem cultura de brasileiros noveleiros de mais merda! seduzindo a massa com temas e comportamentos bizarros como sendo coisas normais e legais. Puramente aliada de uma politica podre. Daqui a pouco quando liberarem a maconha a Globo vai dizer em suas novelas que é bonito e normal fumar um baseado e que pensar o contrário é careta!!

Anônimo disse...

que novela baixa e vulgar a globo está mostrando um filme porno e não uma novela, que novela horrível chata pobre de elenco pobre de trilha sonora, tudo nessa bosta é sem graça olha eu até gosto de novela mais essa é horrível supera qualquer expectativa.

Anônimo disse...

Quem escreveu a novela ,está perdido, porque esta novela está com baixa audiência ,e o autor não sabe o que fazer mais,então fica enchendo linguiça , aí fica prolongando os capítulos com coisas medíocres , em vez de ensinar aos vilões o que eles merecem, colocando -os na cadeia e sofrendo humilhações ,tal como o Cortês e o Léo .Quanto ao romance de André e Carol,nada haver, ela combina melhor com o Raul.E parar de fazer apologia ao preconceito homossexual,com barbaridades e humilhações. Não que eu concorde absolutamente com o homossexualismo, mas já que alguns optaram por isso, deixem que vivam em paz.O autor tem que se preocupar mais é em mostrar e castigar pessoas de mal caráter,como o Vinícios ,Raul,Léo,Eunice e Paula.

Nanny disse...

Se o autor não fizer com que os vilões paguem pelo que fez,vai mostrar mais uma vez que este país prima pela impunidade , e isto não é bom, porque cada vez mais os bandidos,marginais continuarão com suas atrocidades sem haver punições devidas.Tem que mudar o papel da Norma e fazer ela entregar Léo e mandar ele pra cadeia e apodrecer nela,e se ele morrer que seja de velhice ,mas tendo pago por tudo que ele cometeu.Porque ver essa novela,sem que os vilões paguem pelos seus crimes está insuportável,nojento.Já perdi totalmente o interesse em ver essa porcaria de novela.
Quem fazia novela boa mesmo ,é a mesma autora da novela "Clone".

Anônimo disse...

Esse autor gosta de dar diploma de burro e ignorantes para nós brasileiros,porque os vilões aprontam,e nunca mostram que alguém de boa índole e caráter presenciou a trapaças.Que palhaçada é essa..?? Burro, é ele em escrever cenas tão medíocres e vulgares.Cara ,muda o contexto da novela, quem sabe vc consegue melhor audiência.Aborde assuntos mais interessantes, inclusive que existe justiça neste país, para que o crime não seja tão banalizado e livre de impunidades. Mostre que pessoas dignas tem seu lugar ao "Céu ", que terá direito a grandes chances na vida,mostre a valorização do ser humano.

Anônimo disse...

O pior é ver que algumas pessoas desprovidas de cultura,consciência e inteligência elogiarem essa novelinha medíocre.Estou falando por que alguns capítulos, mas vi tantas incoerências que desisti de acompanhar os outros capítulos...
Fiz melhores escolhas, peguei bons livros para ler ,que acrescentam coisas melhores para mim e na minha vida...

Anônimo disse...

respeito sua opinião, mas descordo completamente. Acho o enredo um tanto quanto previsivel alem dos protagonistas não convecerem, os personagens tem personalidades muito fora da realidade.Ninguem é sempre bonzinho demais nem vilã demais..